Fonte: OpenWeather

    Política


    Lula convoca entrevista coletiva após condenação na Lava Jato

    Lula foi condenado por receber vantagens na compra de um triplex no Guarujá em troca de contratos com a Petrobras | Divulgação

    O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva convocou entrevista coletiva a jornalistas na manhã desta quinta (13) para falar, pela primeira vez, sobre a sua condenação a 9 anos e 6 meses de prisão pela Lava Jato. O ex-presidente iniciou sua fala por volta das 12h.

    O juiz Sérgio Moro, responsável pelo processo em primeira instância, sentenciou o presidente por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex de Guarujá (SP).

    Na ação, Lula é acusado de receber propina da empreiteira OAS em decorrência de contratos da empresa com a Petrobras. O valor, apontou a acusação, se referia à cessão pela OAS do apartamento ao ex-presidente e a reformas feitas pela construtora nesse imóvel.

    O petista não será preso -pelo entendimento do Supremo, só começará a cumprir a pena se a segunda instância ratificar a decisão.
    Também em entrevista a jornalistas, na quarta (12), a defesa de Lula disse que Moro "desprezou as provas da inocência" e "usou o processo para fins de perseguição política" ao condenar o ex-presidente.

    Antes da fala de Lula, a senadora e presidente do partido Gleisi Hoffmann fala sobre a condenação e agradece os apoiadores.

    Estão na mesa, além da senadora, o escritor Raduan Nassar; Vagner Freitas, presidente da CUT, e o advogado de defesa, Cristiano Zanin.

    Folhapress