Fonte: OpenWeather

    Política


    Liliane Araújo demonstra confiança ao votar e diz que campanha rendeu 'experiência'

     

    Acompanhada da mãe e demonstrando confiança, a candidata a governo do Amazonas Liliane Araújo (PPS) votou na manhã deste domingo (6) na Escola Estadual Nathalia Uchoa, localizada no bairro Japiim, zona sul de Manaus. Por volta das 10h, a candidata chegou ao local de votação e se deixou ser fotografada com populares.

    Liliane Araújo disse estar segura sobre a eleição. "Essa candidatura foi uma ótima experiência, estou confiante e acredito que será feita a vontade de Deus", declarou.

    Leia também: Jornalista Liliane Araújo formaliza pré-candidatura ao governo do AM

    Jornalista por formação, Araújo teve o nome escolhido pelo Partido Popular Socialista como candidatura em forma de protesto aos candidatos concorrentes. Em 2016, foi candidata a vereadora pelo Partido Republicano (PR), conseguindo um total de 2.339 votos.

    Candidata Liliane Araújo -foto: Samara Souza

    Há cerca de um mês, a jornalista teve o registro de sua chapa eleitoral indeferida pelo Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM). Segundo o judiciário, a candidata não estava filiada ao PPS, pelo qual concorria. Apesar de haver recorrido à decisão, o Tribunal manteve o indeferimento da candidatura.

    O número e nome de Liliane Araújo ainda constarão nas urnas eletrônicas, mas seus votos serão contabilizados após a decisão final do TSE.

    Roger Lima
    EM TEMPO

    Leia mais:

    Liliane Araújo diz que vai recorrer após ter candidatura indeferida pelo TRE

    TRE-AM indefere recurso e Liliane Araújo vai ao TSE lutar por candidatura

    Jornalista Liliane Araújo formaliza pré-candidatura ao governo do AM

    Mais lidas

    1. Um dos mais importantes juristas brasileiros, Ives Gandra analisa crise no país

    2. Democracia ameaçada pelo avanço do discurso militar

    3. Lava Jato investiga uso de subsidiárias da Petrobras para favorecer Odebrecht

    4. Temer exonera oito ministros

    5. Líder do governo na Aleam confirma mais três apoiadores na base