Fonte: OpenWeather

    Política


    Leitura de parecer sobre segunda denúncia contra Temer deve ocorrer às 14h

    A denúncia acusa o presidente Temer e os ministros de organização criminosa - Agência Brasil

    A leitura do relatório da segunda denúncia contra o presidente da República, Michel Temer, está prevista para as 14h. As informações são da Agência Brasil.

    Inicialmente, a ideia era que o parecer do relator do processo, deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), que tem cerca de 40 páginas, fosse lido na manhã desta terça-feira na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, mas ajustes finais ainda estão sendo feitos.

    Leia também: Parecer sobre denúncia contra Temer deverá ser apresentado nesta terça à CCJ

    A expectativa neste momento é se o presidente da CCJ, deputado Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), vai suspender a sessão da manhã de hoje até que o relator apresente seu parecer ou se vai responder a questões de ordem apresentadas por deputados.

    Uma delas, de autoria do deputado Alessandro Molon (Rede-RJ), pede aos deputados que analisem separadamente a participação de Temer e dos ministros Eliseu Padilha ( Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência), também acusados dos crimes de organização criminosa. Contra Temer pesa ainda acusação de obstrução de Justiça.

    Rito

    Após a leitura do parecer, as defesas de Temer e dos dois ministros terão direito a tempo igual para expor seus argumentos. Como um pedido de vista do relatório já é dado como certo, a discussão da denúncia na CCJ só deve começar na próxima terça-feira (17). Cada integrante da comissão – 66 titulares e 66 suplentes – terá 15 minutos para falar. Deputados não membros poderão discutir por 10 minutos cada um, até o número máximo de 20 favoráveis e 20 contrários ao parecer do relator.

    Histórico

    A discussão da primeira denúncia contra Temer, em agosto, teve dois dias inteiros de discussão na CCJ. A votação do parecer ocorreu no segundo dia. Desta vez, já há um acordo para que não haja votação durante a madrugada.

    Agência Brasil

    Leia mais:

    Fora Temer 2: Câmara começa a analisar nesta semana segunda denúncia contra presidente

    Temer sanciona fundo eleitoral mas veta censura na internet e limite de doação

    Temer vetará artigo da reforma política que foi considerado uma forma de censura

    Mais lidas

    1. Lava Jato investiga uso de subsidiárias da Petrobras para favorecer Odebrecht

    2. Temer exonera oito ministros

    3. Líder do governo na Aleam confirma mais três apoiadores na base

    4. Sob pressão, Aécio indica que deixará presidência do PSDB

    5. Amazonino Mendes empossa novos gestores