Fonte: OpenWeather

    Eleição 2018


    'Ele não teria tanta ousadia assim', diz Rotta sobre visita de Doria

    Prefeito em exercício comenta que prefeito de São Paulo não representa ameaça à candidatura de Arthur Neto à Presidência da República

    Prefeito em exercício, Marcos Rotta, deveria ter ido receber prefeito de São Paulo, João Doria, no aeroporto, mas teve que desmarcar o compromisso para participar de solenidade na CMM | Foto: Divulgação

    O prefeito em exercício de Manaus, Marcos Rotta (PSDB), afirmou, hoje na Câmara Municipal de Manaus (CMM), que a presença do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), na capital amazonense, não representa uma ameaça ao prefeito Arthur Neto, pré-candidato à Presidência da República pelo partido tucano. Questionado sobre uma possível afronta, ele é direto “ele não teria tanta ousadia assim". Doria participou de um almoço-palestra para 300 empresários da capital. 

    Nos bastidores, comenta-se que Doria também poderá  lançar-se como pré-candidato à Presidência da República e entrar no páreo tucano com Arthur Neto e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. O PSDB nacional ainda não definiu data para a escolha de um nome para representar o partido, na eleição presidencial de 2018.

    Leia também: Ari Moutinho Júnior é homenageado na CMM

    Marcos Rotta revelou ainda que não teve oportunidade para ter uma relação próxima a Doria, mas mantém bastante contato com o vice-prefeito paulista, Bruno Covas (PSDB). Ele comenta ainda que deveria ter ido receber Doria no Aeroporto Internacional de Manaus na manhã de hoje, porém, devido a solenidade na CMM, teria justificado sua ausência.

    A declaração de Marcos Rotta aconteceu após a solenidade de entrega da Medalha de Ouro Cidade de Manaus, maior honraria do poder legislativo municipal, ao presidente do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE), conselheiro Ari Moutinho da Costa Júnior. 

    Rotta está substituindo Artur Neto (PSDB) temporariamente no Executivo Municipal, enquanto ele está numa viagem de negócios na Tailândia.

    Leia também: Bolsonaro é condenado a pagar R$ 150 mil por declarações contra gays

    Manuela D'Ávila oficializa pré-candidatura e nega ruptura com PT

    Não cabe a Lula perdoar golpistas, diz Ciro Gomes | Em tempo