Fonte: OpenWeather

    Saúde


    Espanha registra caso de dengue transmitida sexualmente

    Caso notificado na Europa é o primeiro que ocorre em uma área sem a presença de Aedes aegypti; o primeiro registro foi na Coreia do Sul

    O mosquito Aedes aegypti é o transmissor da dengue, zika e chikungunya | Foto: Divulgação

    As orientações e a forte publicidade para os cuidados e prevenção à dengue e às doenças sexualmente transmissíveis sempre estiveram em alta, mas trilhando caminhos diferentes. De um lado, a insistência em tomar cuidado com água parada e acúmulo de lixo para evitar a proliferação da dengue. Enquanto isso, do outro lado, o uso de preservativos e exames periódicos eram reforçados constantemente para prevenir as DSTs.

    Agora, esses caminhos se cruzaram porque médicos diagnosticaram um dos primeiros casos de dengue por transmissão sexual. O caso aconteceu em Madri, na Espanha, e acende uma luz de alerta ainda mais forte. Se antes a doença transmitida exclusivamente pelo mosquito Aedes aegypti já era considerada “perigosa”, com essa nova descoberta a possibilidade de disseminação da doença aumentaria e ela entraria para o rol de doenças sexualmente transmissíveis.

    O diagnóstico foi dado no Hospital Ramón y Cajal. A unidade hospitalar informou que o jovem teria contraído dengue depois de ter tido relações sexuais sem proteção com uma pessoa que viajou para Cuba e República Dominicana, locais onde a doença está em expansão e onde foi infectada pela doença. O jovem que contraiu a doença em Madri, no entanto, não viajou para nenhuma área de risco e na capital espanhola não há registro de focos do Aedes aegypti. O único contato que o jovem teve com o vírus foi realmente por meio do relacionamento.

    Este é o primeiro caso confirmado de dengue transmitida sexualmente, embora exista a notícia de um outro caso que pode ter acontecido na Coréia do Sul. O caso espanhol de dengue transmitida por meio de relação sexual foi certificado pelo Centro Nacional de Microbiologia do Instituto de Saúde Carlos III.

    *Com informações do Mega Curioso