Saúde do consumidor


Vídeo: galões de água malconservados causam danos à saúde, em Manaus

A vigilância sanitária estabelece medidas de conservação, no entanto muitos comerciantes não obedecem e colocam a saúde dos consumidores em risco

Assista à reportagem | Autor: Samara Maciel/ TV EM TEMPO

A qualidade da água é afetada de acordo com a conservação
A qualidade da água é afetada de acordo com a conservação | Foto: TV Em Tempo

Manaus - Quem trabalha com venda de água mineral precisa ter alguns cuidados na hora de armazenar os galões ou garrafas. No entanto, muitos comerciantes não se atentam para esses cuidados e isso pode ser prejudicial para a saúde dos consumidores. 

De acordo as normas estabelecidas pela Vigilância Sanitária, os galões precisam ficar em ambientes parcialmente abertos e longe da luz solar para evitar o surgimento de algas e bactérias. Caso contrário, as pessoas estão sujeitas a danos de saúde como diarreia e desidratação.

Apesar dos perigos, comerciantes não cumprem as recomendações. Centenas de estabelecimentos armazenam os galões a céu aberto, expondo o produto ao sol e a chuva.

Os galões ficam expostos a diferentes temperatura
Os galões ficam expostos a diferentes temperatura | Foto: TV Em Tempo

Os comerciantes que forem notificados pela equipe de fiscalização podem sofrer multa mínima de R$ 5,270 mil. As denúncias podem ser feitas no número 0800 280 8485 ou por meio das redes sociais da Secretaria Municipal de Saúde.

Confira a reportagem da TV Em Tempo:

Assista à reportagem | Autor: Samara Maciel/ TV EM TEMPO
 

Texto WEB: Marhia Edhuarda Bessa