Fonte: OpenWeather

    Mente e Corpo


    Yoga como tratamento no combate ao estresse durante isolamento

    Yoga é alternativa para deixar o sedentarismo durante a quarentena

    O yoga move o corpo da maneira correta | Foto: Divulgação

    Manaus – Incluir a atividade física na rotina é sempre um desafio e, no atual momento de circulação limitada, o sofá e a cama tornam-se ainda mais atrativos. Segundo a instrutora Rosemar Almeida, incluir o Yoga como atividade física na quarentena ajuda no equilíbrio, sensação de bem-estar e disposição, promove o condicionamento físico, alivia dores corporais, controla a pressão e os batimentos cardíacos e até facilita o emagrecimento.

    “O yoga estimula a alegria em todos os aspectos da vida, além de enviar comandos para a musculatura contrair e relaxar”, explicou a instrutora. 

    Rosemar também tem realizado lives para que seus alunos não abandonem o yoga durante a quarentena, as aulas são realizadas pela plataforma Zoom e para ingressar na turma é preciso entrar em contato com a instrutora por meio do instagram @ro_yoga

    Antes da pandemia Aimeé realizava o projeto yoga no parque dos Bilhares
    Antes da pandemia Aimeé realizava o projeto yoga no parque dos Bilhares | Foto: Arquivo Pessoal

     “Um dos principais benefícios que as pessoas costumam relatam pela prática de yoga, é sempre o 'dormir melhor'. As práticas nos ajudam a melhorar nosso estado de consciência e com isso respiramos melhor, comemos melhor, dormimos melhor. Costumo repetir a frase que diz; o yoga nos ajuda a aceitar aquilo que não podemos mudar, mas nos ajuda a mudar aquilo que não precisamos aceitar. O conhecimento para distinguir só vem com a auto-observação”, ressaltou a instrutora Aimeé Valente

    Benefícios 

    “Todos podem praticar yoga, existem vários movimentos de yoga e a pessoa vai encontrar a que melhor se identifica e um professor em que ela se sinta segura e tenha sintonia para que seja passado os ensinamentos. Tem Yoga para crianças, adolescentes, idosos e até para gestantes se a pessoa tiver alguma limitação a prática será adaptada pelo instrutor”, afirmou Rosemar. 

    Não há barreiras que impeçam o desejo para realizar o Yoga, mas dependendo de cada aluno algumas posturas não são recompensadas. 

    “Para mulheres grávida, por exemplo, deve evitar fazer torções. Quem tem hipertensão ou outra condição cardíaca deve evitar inversões entre outros casos. Mas cada pessoa é uma e sabe o que é desconfortável ou não para si, o legal é fazer tudo isso acompanhado de um instrutor para ir orientando”, alertou Aimeé. 

    Todos os exercícios que compõem o Yoga isso trazem autoconhecimento físico e emocional. “Escolha um lugar silencioso da casa, pois se trata de um encontro com você mesmo, utilize o tapete de Yoga e use roupas leves que possibilite momentos. Na prática existe uma sequência, a primeira é quando você senta e procura o aquietamento da mente, em seguida faz as respirações, posturas físicas e finaliza com o relaxamento que é quando a pessoa deita no tapete para o seu corpo receber a energia feita na prática, ao sentar novamente é feita a meditação. Durante o Yoga também podem ser usadas mantras durante a atividade”, orientou Almeida. 

    Aulas on-line

    Com o isolamento Aimeé tem realizado lives para levar o yoga aos alunos
    Com o isolamento Aimeé tem realizado lives para levar o yoga aos alunos | Foto: Arquivo Pessoal

    Durante a pandemia que o mundo enfrenta muitas pessoas passaram a procurar pelo Yoga. A procura aumentou nas páginas no Instagram, canais no YouTube e aplicativos. As plataformas têm sido ferramentas de auxílio para o controle emocional de muitas pessoas durante o período difícil que todos enfrentam. 

    A procura é feita por quem nunca tinha ouvido falar das aulas e também por quem já praticava a atividade antes da pandemia, como é o caso da técnica em segurança do trabalho, Amanda Alves.

     “Eu comecei a praticar yoga há aproximadamente dois anos e no último ano coloquei a atividade como essência na minha rotina. Com o Yoga passei a organizar meus pensamentos com mais clareza e passei a ser mais assertiva nos desafios que apareciam na vida, eu era uma pessoa muito ansiosa e a apesar da ansiedade não ter passado, pois é uma emoção natural, mas os pensamentos acelerados e as exceções reduziram”, conta.

    O yoga e a meditação ajudaram Danielly a reduzir o estresse do dia a dia
    O yoga e a meditação ajudaram Danielly a reduzir o estresse do dia a dia | Foto: Arquivo Pessoal

    O mesmo tem acontecido com a engenheira civil, Danielly Dias, que iniciou a atividade em setembro de 2019 e desde da época tem percebido muitas melhoras.

    “A primeira mudança foi na redução do estresse e correria da vida agitada. O Yoga aliada a meditação nos torna uma pessoa mais serena e com maior consciência corporal. Durante o período de isolamento continuo, participo das aulas por lives e o Yoga tem sido um oásis em dias com tanta demanda e diversos pensamentos”, analisou. 

    Amanda passou a realizar yoga e percebeu a diminuição da ansiedade
    Amanda passou a realizar yoga e percebeu a diminuição da ansiedade | Foto: Arquivo Pessoal

    Ambas as orientadoras ressaltam que o Yoga durante o período de pandemia tem ajudado a manter a mente menos agitada, auxiliando nas noites de sono e permitindo que os praticantes olhem para si mesmos durante o isolamento, se conheçam melhor e encontrem paz e amor em meio ao caos, segundo Aimeé e Rosemar durante o isolamento é preciso olhar para as dificuldades com a mente aberta e dispostos a achar o lado positivo do momento.