Fonte: OpenWeather

    Sem Categoria


    TRE e órgãos de segurança assinam portarias para garantir eleição tranquila

    Acordo foi assinado para cooperação entre órgãos no dia das eleições - foto: divulgação
    Acordo foi assinado para cooperação entre órgãos no dia das eleições - foto: divulgação

    O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM) e órgãos de segurança pública do Estado assinaram na manhã desta sexta-feira (26) a portaria da lei seca e de cooperação entre os órgãos para as eleições deste ano.

    De acordo com a presidente do TRE, desembargadora Socorro Guedes,” a eleição será um dia de festa para o eleitor amazonense”.

    O ato aconteceu no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), localizado na avenida André Araújo, bairro Aleixo, Zona Sul da capital, para firmar parceria na segurança durante o pleito. Durante o ato, também estavam presentes juízes eleitorais da capital e os juízes coordenadores da fiscalização da propaganda que no momento conheceram as instalações do centro.

    Ainda de acordo com a presidente do TRE, poucos estados no país tem o esquema de segurança como o que vai ser utilizado no Amazonas. “O esquema de segurança como esse que foi utilizado durante a Copa do Mundo, poucos estados tem. Nós estamos prevenindo para que tudo ocorra bem, e é logico que o centro está à disposição do TRE, mas em momento nenhum vai ser transferida a direção que compete ao tribunal”.

    A desembargadora ainda acrescentou que no dia da eleição, um juiz vai ficar no CICC auxiliando os trabalhos. “Aqui nós vamos ter um juiz da presidência do TRE e que a qualquer momento pode entrar em contato com os juízes das zonas eleitorais, caso aconteça alguma problema”.

    O secretário de Segurança Pública, Paulo Roberto Vital,  disse que a atuação da polícia vai ser a mesma forma utilizada nas eleições anteriores. “Nosso forma de atuar vai ser a mesma das eleições anteriores, agora nós temos esse centro com todo um aparato tecnológico e a utilização dele foi uma solicitação do Ministério da Justiça  já que é ele deve ser usado em grandes eventos, como foi no Mundial, e agora se estendendo para as eleições”.

    Ainda segundo o secretário, essa integração vai facilitar todos os atendimentos. “Essa integração dos órgãos facilita o atendimento a todas as demandas que surgirem, cada um na sua esfera, no seu papel institucional. Nós vamos estar aqui com as forças da segurança pública, armadas, poder judiciário, para que agente posso de forma efetiva controlar o que está acontecendo na capital, como também no interior”.

    Policiamento e lei seca

    Durante a visita ao CICC, a juíza da Zona 68 - a maior da capital com cerca 151 mil eleitores - Socorro Menezes, questionou a falta de segurança na Zona Leste. “Eu estive em cada local de votação, fiz um levantamento sobre a questão da violência e os problemas que de falta de segurança nas escolas onde as urnas vão ficar, e me preocupei bastante não só por quem vai trabalhar no pleito, mas também com a população”.

    Paulo Vital afirmou que o efetivo para a Zona Leste e Norte por se tratarem das duas maiores zonas eleitorais da cidade é sempre maior. “Nessas duas zonas nós sempre nos nossos planos estratégicos de segurança vamos concentrar maior aparato policial por se tratarem de duas zonas com maior número de eleitores. Estamos aqui hoje buscando um somatório de esforços para que tudo ocorra na tranquilidade e que seja um dia de festa para todos os eleitores”.

    Em relação à lei seca o secretário acrescentou que a portaria  da lei seca suspende a venda de bebida alcoólica do sábado (4), a partir das 22h, até às 18h do domingo (5).

    “Nós vamos intensificar a fiscalização do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran/AM) com viaturas do Ronda no Bairro, mas claro que vamos ter muitas denuncias porque nós não somos onipresentes, mas vamos fazer o possível. E as pessoas que desrespeitarem essa determinação vão ser encaminhadas aos Distritos Integrados de Policias (Dips) ”, concluiu.

    Kattiúcia Silveira (EM TEMPO Online)