Fonte: OpenWeather

    Sem Categoria


    Ressaca pós-Dia das Mães faz comércio do Centro de Manaus baixar preços

    comercio
    Lojistas informam que houve queda no faturamento de até 12% em relação ao Dia das Mães do ano passado – foto: Alberto César Araújo

    Depois de um volume de vendas inferior ao esperado para o Dia das Mães, lojistas do Centro de Manaus procuram aquecer o comércio com promoções e baixa geral de preços.

    De acordo com o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL-Manaus), Ralph Assayag, o momento é delicado, no entanto, há uma tentativa de criar uma onda de otimismo para mudar o atual cenário do comércio.

    “Uma das mudanças que estamos fazendo no cenário local é a qualificação profissional. Afinal de contas é importante oferecer um serviço de qualidade, e assim estimular a comprar”, explicou.

    Por outro lado os lojistas não estão tão otimistas. Para o gerente de marketing da loja de confecções Tropy, Paulo Couto, a situação está muito complicada. Segundo ele o volume de vendas do Dia das Mães, que é a segunda melhor data para o comércio, apresentou uma queda de 12% em relação ao ano passado.

    Sem melhora

    O gerente relata que, de janeiro a março deste ano, o mercado não apresentou melhora. Segundo ele, a margem de lucro das 18 lojas do grupo, apresentou queda de 10%.

    “As vendas estão muito fracas e as habituais contratações que ocorrem para datas sazonais, como o Dia das Mães, não foram efetuadas. Porém, demissões estão fora de cogitação”, afirmou.

    Couto explica que para diminuir o estoque, a rede optou por uma baixa geral dos preços. “Não posso chamar de promoção e sim de baixa geral de preços para tentar atrair mais clientes”, salientou.

    Outras lojas optaram queima de estoque, como uma de confecções localizada na rua Marechal Deodoro. Segundo a gerente Luciane Costa, a ideia é zerar estoque e encher a loja de clientes. “Criamos promoções na loja para melhorar as vendas que realmente estão muito fracas”, finalizou.

    Por Márcia Oliveira (Jornal AGORA)