Fonte: OpenWeather

    Sem Categoria


    Noite e madrugada em Manaus com mortes por agressão física e acidente de trânsito

    As mortes foram registradas pelo IML - foto: Josemar Antunes
    As mortes foram registradas pelo IML - foto: Josemar Antunes

    Na noite desta sexta-feira (19) e madrugada de sábado (20), o Instituto Médico Legal (IML) registrou mais três mortes em Manaus, sendo uma por agressão física e duas por violência no trânsito da capital.

    A primeira vítima removida pelos agentes do IML foi Jhonson Pinhais de Souza, 55, espancado no último dia 13, na avenida Jorge Bivaqua, conjunto 31 de Março, bairro Japiim, Zona Sul. O homem foi socorrido para o Hospital e Pronto Socorro (HPS) Dr. João Lúcio, situado na Zona Leste, mas na manhã deste sábado (20), por volta das 7h15, não resistiu aos fermentos sofridos.

    De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil, o caso foi registrado no 6º Distrito Integrado de Polícia (DIP). A morte de Jhonson será investigada pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

    A segunda morte aconteceu após um atropelamento na rua Alexandre Amorim, bairro Aparecida, Zona Sul. A vítima, Raimundo de Jesus Torres, 76, atravessa a via em frente ao Hospital e Pronto Socorro São Lucas, quando foi atingida por um veículo de características não divulgadas.

    O condutor do automóvel, de 41 anos, que não teve o nome divulgado pela polícia, chegou a prestar socorro à vítima acionando o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que encaminhou a unidade hospitalar da cidade. O caso foi registrado no 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

    A outra morte no trânsito ocorreu na avenida do Turismo, bairro Tarumã, Zona Oeste da capital.

    Segundo o relatório da polícia, Hadriel Ribeiro Marinho, 31, morreu após perder o controle da motocicleta que conduzia, modelo não divulgado. A vítima trafegava em alta velocidade e colidiu com uma mureta morrendo no local.

    O acidente foi registrado no 14º Distrito Integrado de Polícia (DIP), conforme a assessoria.

    Por Josemar Antunes (especial EM TEMPO Online)