Fonte: OpenWeather

    Sem Categoria


    Servidores do TRE-AM entram em greve, por tempo indeterminado, no dia 29 de junho

    A decisão  de greve foi tomada às 13h, durante assembleia geral nesta segunda-feira (22) - foto: divulgação/ Sinjeam
    A decisão de greve foi tomada às 13h, durante assembleia geral, nesta segunda-feira (22) - foto: divulgação/ Sinjeam

    Os servidores do Tribunal Regional Eleitoral no Amazonas (TRE-AM) decidiram, no início da tarde desta segunda-feira (22), entrar em greve, por tempo indeterminado, no dia 29 de junho. A determinação é uma adesão à paralisação aos Servidores do Poder Judiciário Nacional pela aprovação de projeto que recompõe as suas perdas salariais.

    A decisão foi tomada às 13h, durante assembleia geral no auditório Nina Lins, bloco H da Universidade Nilton Lins, no Parque das Laranjeiras.

    A greve por tempo indeterminado, dos servidores do Poder Judiciário da União, visa pressionar o Senado para aprovação do PLC 28/2015, que atualiza o seu Plano de Cargos e Salários, defasado desde 2009.

    O projeto, já aprovado pela Câmara dos Deputados, deveria ter sido votado no dia 10 de junho, mas foi empurrado para o próximo dia 30.

    Os serviços mais afetados devem ser o de biometria e as sessões de julgamento do pleno, mas a definição de fato só poderá ser feita após a regulamentação do movimento por portaria da presidência, com base na lei de greve -  em que 70% dos funcionários devem cruzar os braços.

    De acordo com a presidente do Sindicato dos Servidores da Justiça Eleitoral no Amazonas (Sinjeam), Bárbara Almeida, ainda hoje haverá uma reunião com a administração do TRE-AM para definir quais os serviços que irão funcionar.

    Ainda de acordo com Bárbara Almeida, atualmente, o órgão apresenta um quadro de aproximadamente 350 servidores.

    Por equipe EM TEMPO Online e assessoria