Fonte: OpenWeather

    Sem Categoria


    Restrição de veículos vai valer a partir de segunda

    Placa fixada em uma das três vias orienta motoristas sobre a circulação veículos pesados - foto: Diego Janatã
    Placa fixada em uma das três vias orienta motoristas sobre a circulação veículos pesados - foto: Diego Janatã

    Motoristas de veículos pesados que desobedecerem às restrições de peso e horário de tráfego nas avenidas Umberto Calderaro (antiga Paraíba), Maceió e Mário Ypiranga Monteiro (antiga Recife), situadas na Zona Centro-Sul de Manaus, serão multados e podem ter o veículo apreendido a partir da próxima segunda-feira (20).

    Conforme o Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) a etapa de orientação, que iniciou no último dia 6, encerra neste domingo (19). Durante a campanha, o órgão abordou condutores e distribuiu materiais informativos com os limites de cargas e os horários proibidos nas trÊs vias.

    A equipe do EM TEMPO esteve nos três locais que receberam sinalização e constatou que placas grandes e pequenas foram dispostas ao longo das avenidas Umberto Calderaro, Maceió e Mário Ypiranga Monteiro. Moradores e donos de estabelecimentos comerciais relataram ter percebido a redução do tráfego de veículos pesados.

    O alfaiate Paulo Brasil Batista, 58, morador da avenida Maceió, relatou que o fluxo de carros grandes diminuiu. “Aqui até não passava muitos carros pesados e agora é difícil de ver. Entretanto, sempre tem aquele que burla as regras. O importante é que reduziu”, disse Batista.

    Na Mário Ypiranga Monteiro, o proprietário de um restaurante que não quis se identificar, também confirmou que a campanha de orientação do Manaustrans surtiu efeito e que o risco de acidentes envolvendo veículos que transportam cargas pesadas foi minimizado.

    De acordo com o técnico de informática, Magaiver Marques, 29, que trabalha em uma assistência técnica localizada na Umberto Calderaro, apesar de veículos acima de 8 toneladas restritos das 17h às 20h e acima de 16 toneladas estarem proibidos de transitar no local das 6h às 17h, a redução foi percebida em todos os horários.

    “Diminuiu muito e essas regras eram para ser implantadas em muitas outras ruas e avenidas da cidade. Esses carros grandes aumentam os engarrafamentos e a sensação de insegurança no trânsito e devem circular em horários com baixa circulação de veículos”, avaliou Marques.

    Conforme a assessoria do Manaustrans, além de informar nos principais corredores viários, treze empresas que fazem transporte de cargas, receberam agentes educadores em suas sedes e os motoristas foram instruídos.

    Os proprietários das empresas também foram orientados a articular horários para que veículos com cargas circulem nas avenidas. O órgão informou ainda que os motoristas de caminhões, carretas e outros tipos de veículos, procuraram obter informações e evitaram usar as passagens.

    Por Cecília Siqueira