Fonte: OpenWeather

    Sem Categoria


    Acidente: mototaxista morre atropelado por coletivo na Zona Leste de Manaus

    A vítima – que estava dirigindo uma motocicleta vermelha, de modelo não revelado, placa OXM-7762 – foi esmagada pela roda do coletivo - foto: divulgação/Corpo de Bombeiros
    A vítima – que estava dirigindo uma motocicleta vermelha, de modelo não revelado e placa OXM-7762 – morreu ao se chocar com o coletivo - foto: divulgação/Corpo de Bombeiros

    Um mototaxista identificado como Clenio Santana Lopes, 52, morreu, e uma mulher ficou gravemente ferida, após os dois serem atropelados por um coletivo da linha 542, pertencente à empresa Expresso Coroado, no início da tarde deste domingo (16).

    O acidente aconteceu por volta de 12h50, na avenida Beira Rio, bairro Coroado, Zona Leste de Manaus. A vítima – que estava dirigindo uma motocicleta vermelha de placa OXM-7762 – morreu ao se chocar com o veículo.

    Policiais militares da 11ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) e o Corpo de Bombeiros foram acionados por populares.

    Segundo informações do Corpo de Bombeiros, Clenio – que foi reconhecido pelo cunhado, pois não portava documento de identificação – estava acompanhado de uma passageira que não teve a identidade revelada.

    A mulher também ficou gravemente ferida, sofrendo uma fratura exposta, e foi encaminhada para o Hospital e Pronto Socorro Dr. João Lúcio, localizado na Zona Leste.

    Ainda conforme a corporação, os familiares da vítima, que é natural do Maranhão, ficaram muito abalados quando receberam a notícia da morte de Clenio.

    Policiais militares da 11ª Cicom e o Corpo de Bombeiros foram acionados por populares no local do acidente - foto: divulgação/Corpo de Bombeiros
    Policiais militares da 11ª Cicom e o Corpo de Bombeiros foram acionados por populares no local do acidente - foto: divulgação/Corpo de Bombeiros

    De acordo com o motorista do coletivo, identificado como Sérgio Pires, 36, ele não estava em alta velocidade e alegou que a culpa do acidente foi do próprio mototaxista.

    O corpo da vítima foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML).

    Segundo Carlos Alberto, perito da Expresso Coroado, responsável pela linha do coletivo, a empresa acompanhará o caso e prestará apoio às famílias das vítimas.

    Por Narel Desiree