Fonte: OpenWeather

    Sem Categoria


    Incêndio de grandes proporções atinge área do Ifam, na noite desta quinta-feira

    o incidente foi ocasionado após disparos de arma de fogo depois que vigilantes do Ifam abordaram suspeitos - fotos: divulgação
    o incidente foi ocasionado após disparos de arma de fogo depois que vigilantes do Ifam abordaram suspeitos - fotos: divulgação

    Um incêndio de grandes proporções atingiu uma área de preservação ambiental na noite desta quinta-feira (1º), em um terreno localizado dentro de reserva do Instituto Federal de Educação (Ifam), área onde funciona a permacultura, Zona Leste de Manaus.

    De acordo com o coordenador geral de assistência do Ifam, Roberto Costa, o incidente teve causa desconhecida, mas a área é constantemente frequentada por usuários  de drogas. “Minutos antes de se iniciar o incêndio, os vigilantes abordaram um suspeito, que foi imediatamente imobilizado e revistado pelos vigilantes. Em seguida, foi liberado, mas tenho certeza que ele não é o autor,  afirmou Costa.
    O Corpo de Bombeiros chegou no local após 40 minutos.

    Foram usadas duas viaturas e oito agentes para o controle das chamas, que ainda não haviam sido dissipadas até as 22h30.
    Segundo os agentes dos bombeiros, a dificuldade em controlar as chamas se deve ao número de arvores que existe no local, além de diversas espécies centenárias.
    De acordo com o sargento Dirley, do Corpo de Bombeiros, a área atingida equivale a dois campos de futebol.

    Foram usados dez homens, três carros tanque e vinte mil litros de água para conter as chamas. Por se tratar de uma área de vegetação, foi necessário um trabalho minucioso, para que as chamas não se propagassem para o resto da área.

    "Nossa maior preocupação era com as residências que ali se encontram, pois atrás da área de preservação existem dois bairros: Zumbi e Armando Mendes, mas deu tudo certo e fogo foi controlado", ressaltou o sargento.

    O sargento ainda informou à reportagem que o incêndio tem causas desconhecidas, mas segundo o coordenador educacional da instituição, pode ter sido criminoso, causado por disparos de arma de fogo. O sargento informou que as causas do incêndio só serão reveladas após conclusão do laudo técnico.
    Moradores das redondezas disseram a equipe do EMTEMPO Online que ouviram vários disparos e, minutos depois, as labaredas de fogo se formando, causando nuvens negras sobre suas residências. Devido à fumaça, muitas crianças das redondezas passaram mal e tiveram que ser socorridas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhadas ao hospital João Lúcio.
    O trânsito ficou bastante comprometido, devido ao fogo e a forte fumaça negra avançar para a alameda Cosme Ferreira, no sentido Centro-bairro.

    Por Mairkon Castro