Fonte: OpenWeather

    Sem Categoria


    Melo, vice-governador e secretários estaduais terão salários cortados em 10%

     - Foto: Diego Janatã
    - Foto: Diego Janatã

    O governador do Amazonas, José Melo entregou na tarde desta segunda-feira (5) à Assembleia Legislativa do Estado (Aleam) um projeto de lei (PL) que pede a redução de 10% dos salários dele, do vice-governador e de todos os secretários estaduais, incluindo os secretários extraordinários, presidentes de autarquias e fundações; secretários executivos adjuntos e diretores de autarquias e fundações estaduais.

    Melo adotou a decisão três dias após a presidente Dilma Rousseff anunciar sua reforma administrativa e os cortes em salários no governo federal. De acordo com o projeto, a redução na remuneração alcança, também, os ocupantes de cargos que tenham responsabilidades, deveres, direitos, garantias, prerrogativas e remuneração de confiança da autarquia.

    Essa redução de 10% significa que o salário do governador, que atualmente é de R$ 17,1 mil, passará para R$ 15.390 e o dos demais secretários passam de R$ 15 mil para R$ 13,5 mil. A alteração também ocorre para os secretários executivos, que terão redução de R$ 1,3 mil, ou seja, passarão a ter vencimentos de R$ 13 mil para R$ 11,7 mil.

    Reforma Administrativa

    Desde de julho o governador vem ajustando a máquina administrativa, em razão da crise econômica, novos ajustes e procedimentos de controle na folha de pagamento para gerar uma economia de R$ 100 milhões nos cofres do Estado. Melo afirmou ainda que a medida também ajudaria a descobri ‘funcionários fantasmas’.

    Por equipe EM TEMPO Online

    Mais lidas

    1. Em trabalho de parto, mulher dá à luz em carro com ajuda de PMs