Fonte: OpenWeather

    Sem Categoria


    Preso em Iranduba envolvido na morte de jovem esquartejada em Manaus

    O suspeito será apresentado durante coletiva de imprensa na manhã desta quinta-feira (19) na sede da DEHS - divulgação
    O suspeito será apresentado durante coletiva de imprensa na manhã desta quinta-feira (19) na sede da DEHS - divulgação

    Policiais da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) prenderam no município de Iranduba (a 27 quilômetros de Manaus) um dos autores do homicídio que vitimou a jovem Ana Carolina Nascimento dos Santos, 18, encontrada esquartejada no dia 8 deste mês, na margem do rio Negro, bairro São Raimundo, Zona Oeste de Manaus.

    A polícia não revelou o nome do suspeito e nem detalhes da prisão, somente que o criminoso morava nas proximidades da casa de Ana Caroline.

    De acordo com a DEHS, será realizada uma coletiva de imprensa na manhã desta quinta-feira (19), onde o suspeito será apresentado.

    Até o momento, o corpo da jovem não foi liberado pelo Instituo Médico Legal (IML), devido estar aguardando o resultado de DNA, que comprovará se os membros são de Ana Caroline.

    Durante as investigações, foram encontradas o tronco, um braço e uma perna, ainda restam a cabeça e mais dois membros a serem localizados.

    Entenda o caso

    O tronco de Ana Carolina Nascimento dos Santos, 18, foi resgatado pelo Corpo de Bombeiros na manhã do dia 8 deste mês, na bacia do São Raimundo, nas proximidades com a ponte da Glória, Zona Oeste da capital.

    A vítima, que estava sem braço, sem pernas, sem cabeça e com várias perfurações de faca nas costas, peito e coxas, foi avistada por populares boiando nas margens. O pelotão fluvial também deu assistência no caso.

    Conforme a polícia, a jovem estava sendo procurada por familiares, o pai dela chegou a registrar um Boletim de Ocorrência (B.O.) no 6º Distrito Integrado de Polícia (DIP). O homem relatou ter recebido uma ligação anônima, informando que sua filha teria sido esquartejada e jogada no igarapé.

    Ainda segundo os relatos, a moça teria saído de casa na companhia de umas amigas para uma casa de forró. Nas primeiras buscas, a equipe encontrou vestígios da vítima, como cabelo e um lençol, próximos a um posto de bombeiros no Zumbi, Zona Leste.

    Ainda segundo familiares, a vítima tinha um bebê de dois meses, morava na travessa Wilson, Novo Aleixo, Zona Norte, e não possuía envolvimento com tráfico. Porém, Ana Carolina estava sendo ameaçada de morte por uma ‘ex-amiga’. Os familiares não souberam informar o porquê das ameaças.

    Por Mara Magalhães