Fonte: OpenWeather

    Sem Categoria


    Sonegação fiscal será combatida pela nova gestão do Sindifisco

    Ricardo Castro (ao centro) e sua equipe, visitaram as dependencias do jornal EM TEMPO - foto: Ricardo Oliveira
    Ricardo Castro (ao centro) e sua equipe, visitaram as dependencias do jornal EM TEMPO - foto: Ricardo Oliveira

    Um estudo será elaborado para melhorar o combate à sonegação fiscal no Amazonas. O levantamento traçará as principais vertentes dos trabalhos futuros da nova gestão do Sindicato dos Funcionários Fiscais do Estado do Amazonas (Sindfisco).

    A afirmação é do novo presidente da entidade, Ricardo Castro. “Nossas diretrizes em relação ao fisco serão, basicamente, a revisão da renúncia fiscal, a revisão do sistema de substituição tributária e a qualificação do combate à sonegação fiscal. Nós vamos orientar as nossas ações no sentido de discutir com a administração esses três aspectos”, disse Castro.

    Em relação à queda de arrecadação do Estado no ano passado - que foi de R$ 1,5 bilhão, conforme dados divulgados nesta semana pelo próprio governo -, Castro destacou que já existe um planejamento baseada nas três vertentes defendidas pelo Sindifisco e que é apoiado pelo Executivo Estadual.

    “Vamos adotar de forma imediata, medidas de gestão tributária compatíveis com o tamanho do desafio para 2016, para manter e também incrementar a receita tributária e contribuições financeiras, ” informou.

    Programa

    Castro ainda avaliou como positiva a medida do governo de ter implantado o programa Nota Fiscal Amazonense. Na avaliação dele, a iniciativa ajuda na conscientização da população sobre a importância de combater à sonegação para aumentar a a arrecadação.

    “A arrecadação não se mostra como objetivo principal, não há nenhum controle fiscalizatório em cima da pessoa física. Não há esse risco. ‘’ explicou o presidente do Sindifisco.

    Por Joandres Xavier