Fonte: OpenWeather

    Sem Categoria


    Polícia apresenta autor da morte de biólogo ocorrida após discussão no trânsito

    Brayen foi indiciado pelo crime de homicídio qualificado, e após todos os procedimento legais será encaminhado para a cadeia pública Raimundo Vidal Pessoa, onde estará a disposição da Justiça - foto: Arthur Castro
    Brayen foi indiciado pelo crime de homicídio qualificado, e após todos os procedimento legais será encaminhado para a cadeia pública Raimundo Vidal Pessoa, onde estará a disposição da Justiça - foto: Arthur Castro

    Brayen Santana Siqueira,22, foi apresentado na tarde desta quarta-feira (27) como responsável pela morte do biólogo Rodrigo Elias Costa,30, após uma discussão no trânsito, que ocorreu no último dia 13 de janeiro. A apresentação ocorreu na sede da Delegacia Geral de Polícia Civil. O suspeito foi preso na última terça-feira (26) por volta de 17h pela equipe do 16º Distrito Integrado de Polícia (DIP) na sede da unidade policial.

    Segundo o delegado titular do 16º (DIP) Marcelo Martins, os depoimentos foram fundamentais para incriminar Brayen. “As testemunhas foram muito convincentes e contundentes em seus depoimentos. Todas deram conta de que ele foi responsável pelo crime. Segundo os depoimentos, Brayen deu um giro no veículo para o lado esquerdo, jogando a moto da vítima para o sentido contrário da via, causando o óbito,” declarou o delegado.

    Martins contou que o depoimento de defesa que Brayen deu não foi contundente a ponto de provar sua inocência. “Brayen alegou que perdeu o controle do veículo. Ele confirma a discussão, mas diz que a vítima havia arrancado o retrovisor do seu carro e depois teria ido perseguir a vítima para tentar anotar a placa do veículo. Porém numa freada, durante uma curva, teria perdido o controle do carro e batido na moto,” explicou.

    O crime ocorreu por volta do meio dia do último dia 13 de janeiro, na avenida Grande Otello, Parque Dez, Zona Centro-Sul. Na ocasião, o Brayen e Rodrigo tiveram um desentendimento em um trecho da rotatória do Mindu. Logo após a discussão, Brayen perseguiu Rodrigo, que estava em uma moto, por alguns metros, onde o carro de Brayen acabou batendo na moto de Rodrigo, fazendo com que ele caísse no sentido contrário da via e fosse atropelado por um terceiro veículo que vinha no sentido contrário.

    Após o corrido Brayen fugiu do local sem prestar socorro a vítima. O suspeito ainda estava acompanhado da esposa e do filho de 8 meses no momento do crime. Logo depois Brayen compareceu ao 22º Distrito Integrado de Polícia (DIP) na presença do seu advogado e registrou a ocorrência.

    O delegado alertou sobre o risco de discussões no trânsito. “Infelizmente as pessoas comuns cometem crimes. Como é o caso do Brayan, uma pessoa comum sem antecedentes criminais e que num momento de raiva acabou cometendo um ato impensado. Que fique aí o recado para as pessoas que as vezes perdem a cabeça no trânsito, um momento de raiva pode transformar sua vida para sempre”, concluiu Martins.

    O mandado de prisão foi expedido pela juíza da 3º vara do tribunal do Júri, Mirza Telma de Olioveira Cunha. Brayen foi indiciado pelo crime de homicídio qualificado, e após todos os procedimento legais será encaminhado para a cadeia pública Raimundo Vidal Pessoa, onde estará a disposição da Justiça.

    Por Joandres Xavier

    Com informações de Thaís Gama