Fonte: OpenWeather

    Sem Categoria


    Aplicativo deixa preço da gasolina na palma da mão dos amazonenses

    Segundo a Prodam, o app já pode ser baixado em dispositivos móveis como celulares e tablets que operam com o sistema operacional Android - foto: Ricardo Oliveira
    Segundo a Prodam, o app já pode ser baixado em dispositivos móveis como celulares e tablets que operam com o sistema operacional Android - foto: Ricardo Oliveira

    O consumidor amazonense ganhou, nessa terça-feira (15), uma plataforma para identificar o posto de combustível com preços mais em conta, além de colaborar com a fiscalização. A pesquisa de busca será possível com o aplicativo 'Procon Amazonas', lançado pelo governo do Estado, por meio da secretaria executiva de Proteção e Orientação ao Consumidor do Estado do Amazonas (Procon-AM).

    Desenvolvido pela Empresa de Processamento de Dados Amazonas (Prodam), a solução tecnológica permitirá que os cidadãos acompanhem os preços praticados nos postos de gasolina da cidade. A atualização dos preços ocorre a partir de uma pesquisa semanal, realizada pelo Proncon-AM.

    Segundo a Prodam, o app já pode ser baixado em dispositivos móveis como celulares e tablets que operam com o sistema operacional Android. O aplicativo também traz dicas gerais sobre os direitos de defesa do consumidor. “Além de ajudar os motoristas a encontrar combustíveis com melhor custo-benefício e preços mais acessíveis, a ideia da ferramenta é também ampliar ainda mais as opções de acesso do consumidor aos serviços do Procon-Amazonas”, disse a secretária executiva do órgão, Rosely Fernandes.

    O diretor-presidente da Prodam, Márcio Silva de Lira, explicou que o objetivo é levar os direitos do cidadão para a palma da mão. “As informações cadastradas são automaticamente sincronizadas com o aplicativo e disponibilizadas aos usuários”, observou.

    Segundo o presidente da Comissão de Proteção aos Consumidores, da Câmara Municipal de Manaus (CPC/CMM), vereador Álvaro Campelo, o aplicativo irá balizar a decisão do consumidor na hora de abastecer o seu veículo. “Nos últimos meses, nós, dos órgãos de defesa do consumidor, realizamos uma força-tarefa em defesa dos direitos do consumidor e sabíamos que essa força incomodaria muitos setores. Isso só faz com que tenhamos mais forças para combater os abusos, as injustiças contra os consumidores”, afirmou Campelo.

    O empresário Ivan Soares, que gasta em média R$ 500,00 por mês com gasolina, disse que pretende economizar com a novidade. “Com a gasolina a valores exorbitantes em Manaus, qualquer novidade que venha a somar é sempre bem-vinda”. Para ele, com os constantes aumentos fica difícil até pagar outras contas.

    Para o vigilante Christiano Nascimento, o preço do litro dos combustíveis, em Manaus, está muito alto. “Está fora do comum o preço. Eu estou andando de bicicleta agora para ir para o serviço e deixando a minha moto em casa para economizar porque está difícil”, reclama.

    Por Stênio Urbano

    Mais lidas

    1. Em trabalho de parto, mulher dá à luz em carro com ajuda de PMs