Fonte: OpenWeather

    Sem Categoria


    Eduardo Braga e Helder Barbalho devem deixar ministérios, afirma jornal

    O ministro de Minas e Energia negou a saída da pasta  - foto: Agência Senado
    O ministro de Minas e Energia negou a saída da pasta - foto: Agência Senado

    Os ministros peemedebistas Eduardo Braga (Minas e Energia) e Helder Barbalho (ministro da Secretaria de Portos) devem deixar as pastas nos próximos dias. A informação foi divulgada, na tarde desta segunda-feira (18), por um jornal de circulação nacional.

    Conforme informações, os dois devem entregar o cargo, já que o PMDB votou a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), inclusive segundo assessores do Palácio do Planalto, Helder Barbalho teria ido entregar a carta de demissão nesta segunda, mas não teria conseguido falar com a presidente.

    A respeito da saída de Eduardo Braga, a reportagem do EM TEMPO entrou em contato com o ministro e através da sua assessoria foi informada que “o ministro continua no cargo enquanto for de interesse da presidência da República”.

    Votos

    Mesmo sendo contrária a orientação do partido, o ministro Helder Barbalho entregou ao governo dois votos da bancada paraense da sigla contra o impeachment:  os das deputadas Elcione Barbalho, sua mãe,  e Simone Morgado, sua madrasta.

    O mesmo deve acontecer com Eduardo Braga, a esposa Sandra Braga que é a suplente do ministro no Senado Federal já confirmou que votará contra ao processo, assim que a votação chegar a casa.

    Por Kattiúcia Silveira