Fonte: OpenWeather

    Sem Categoria


    Autoridades gregas negam que destroços sejam do avião da EgyptAir

    O avião, um airbus 320, decolou de Paris rumo ao Cairo na noite de quarta-feira, e desapareceu no início da madrugada de hoje ao entrar no espaço aéreo egípcio - foto: reprodução
    O avião, um airbus 320, decolou de Paris rumo ao Cairo na noite de quarta-feira, e desapareceu no início da madrugada de hoje ao entrar no espaço aéreo egípcio - foto: reprodução

    O chefe da autoridade de segurança aérea da Grécia negou nesta quita-feira  (19) que os destroços encontrados no Mediterrâneo sejam do avião da EgyptAir, que caiu próximo a ilha grega de Creta, com 66 pessoas a bordo.

    “Até agora, a análise indica que os destroços não são de um avião”, disse o chefe da autoridade de segurança aérea da Grécia, após a companhia aérea egípcia ter confirmado a descoberta dos destroços do avião. A área onde a aeronave caiu fica a cerca de 200 milhas ao sul da ilha de Creta, local sob responsabilidade do Egito.

    O chefe disse que conversou com o seu homólogo egípcio e lhe informou que não está confirmado que os destroços encontrados pertencem ao voo MS804.

    O avião, um airbus 320, decolou de Paris rumo ao Cairo na noite de quarta-feira, e desapareceu no início da madrugada de hoje ao entrar no espaço aéreo egípcio.

    O presidente do Egito, Abdel Fattah al-Sisi, pediu um reforço da investigação para que sejam encontrados os destroços do avião da EgyptAir.

    Em comunicado, o presidente do Egito pediu a “todas as unidades do Estado, incluindo o Ministério da Aviação Civil (…), Marinha e Força Aérea, para intensificarem as operações de investigação” para que "os destroços do avião sejam encontrados".

    O ministro egípcio da Aviação Civil admitiu que um “ataque terrorista” pode ser a explicação “mais provável” para a queda do avião da EgyptAir.

    Por Agência Brasil