Fonte: OpenWeather

    Sem Categoria


    Condutores da Tocha Olímpica se reúnem no Amazonas

    O encontro reuniu 50 condutores - foto: divulgação/Secom
    O encontro reuniu 50 condutores - foto: divulgação/Secom

    Emoção e orgulho são os sentimentos dos escolhidos para carregarem a tocha olímpica em Manaus nos dias 19 e 20 de junho. No último sábado (21), o Comitê Organizador Manaus 2016 realizou o primeiro encontro com os condutores do símbolo olímpico. A cerimônia, que reuniu 50 representantes, foi realizada nos anéis olímpicos montados na Arena da Amazônia.


    Ao total, 200 pessoas participarão do revezamento. Entre os encolhidos está o paratleta da natação Simplício Campos, 29. Ele tem uma história de vida marcada pela superação. Há 11 anos, sofreu um acidente de carro e perdeu um dos braços. Ele viu no esporte um novo sentido para a vida.

    “Quando perdi meu braço, fiquei desesperado. No hospital, conheci o professor Joaquim, que me convidou para conhecer o esporte paraolímpico, na modalidade da natação, e vi nisso um novo sentido para a minha vida. Em todos estes anos que prático, já fui campeão brasileiro e amazonense. Também já fui medalhista em competições internacionais. Quando soube da notícia, fiquei muito feliz. É uma honra para mim”, disse.

    Outra história de superação é do cadeirante Airton Nogueira Gomes, 26, morador do município de Manacapuru (a 89 quilômetros da capital). Ela conta que foi escolhido após o irmão dele contar para organização sobre o acidente de carro que o deixou sem os movimentos das pernas. A fatalidade ocorreu há 1 ano.

    Paraatleta-Ingrid
    Airton Nogueira Gomes, sofreu um acidente de carro há um ano e três, quando estava indo participar de uma corrida pedestre - foto: Ingrid Freire

    “Sou o único atleta paralímpico do meu município e me sinto muito feliz em ter sido escolhido para carregar a tocha olímpica. Logo após o acidente, teve um momento que pensei em desistir, mas a minha família e meus amigos me ajudaram muito e me incentivaram a continuar. Apesar das dificuldades que tive, hoje me sinto uma pessoa feliz. Estou muito emocionado e ansioso”, contou Airton Nogueira.
    Para o subcoordenador do Comitê Estadual, Sérgio de Menezes, a iniciativa de reunir os condutores foi com o objetivo de acender neles, o espírito olímpico.

    “Resolvemos levar todos os condutores até os Espetaculares para poder despertar em cada um o espírito olímpico, pois o propósito da chama olímpica é trazer união para os povos. Faltam 28 dias para o desembarque da tocha no Amazonas, disse o subcoordenador, acrescentando que a rota exata da tocha, assim como os horários serão divulgados em, aproximadamente, 15 dias, garantindo que terá várias surpresas.

    Por Mara Magalhães

    Mais lidas

    1. Em trabalho de parto, mulher dá à luz em carro com ajuda de PMs