Fonte: OpenWeather

    Sem Categoria


    Preso ‘Gato Preto’, autor de pelo menos oito mortes na Zona Norte de Manaus

    Alexsandro foi indiciado por homicídio qualificado. Após os procedimentos, será levado para a Cadeia Pública - foto: divulgação
    Alexsandro foi indiciado por homicídio qualificado. Após os procedimentos, será levado para a Cadeia Pública - foto: divulgação

    Alexsandro Lima da Silva, 22, conhecido como ‘Gato Preto’, foi apresentado pela polícia na manhã desta segunda-feira (23), suspeito de ser autor de pelo menos oito assassinatos ocorridos na Zona Norte de Manaus. Ele é considerado pela polícia como pistoleiro da facção criminosa Família do Norte (FDN)  A apresentação aconteceu na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), na Zona Leste.

    O suspeito -  que é sobrinho de um dos fundadores da FDN, Gelson Carnaúba, e  que atualmente está detido no presídio federal de Catanduvas - foi preso por policiais militares da 1ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), na última quarta-feira (23), no Centro da capital, por tráfico de drogas. Ao chegar à delegacia, foi constatado que o homem tinha dois mandados de prisão em aberto pelo crime de homicídio.

    Os documentos foram expedidos pelos juízes Mirza Telma de Oliveira Cunha, da 1ª Vara do Tribunal do Júri, e Luís Carlos Honório de Valois Coelho, da Vara de Execução Penal.

    De acordo com o delegado titular da DEHS, Ivo Martins, ‘Gato preto’ é considerado um criminoso de alta periculosidade e mata seus desafetos a sague frio. Todos os crimes cometidos por ele foram motivados pelo tráfico de drogas.

    Entre as vítimas estão: Maicon Oliveira Melo, Diego Maciel Rodrigues, Buezéia Salvador da Silva, Douglas Lima da Silva, Misael Ramos Oliveira, Josias de Jesus da Costa, Daniel Pinheiro da Silva e Márcio de Souza Aguiar.

    Os homicídios de Maicon, Misael e Diego ocorreram em fevereiro, março e junho de 2013. Buézeia e Douglas, em julho e dezembro, também do mesmo ano. Todos os crimes ocorreram no bairro Cidade Nova.

    Já o duplo homicídio de Josias e Daniel aconteceu no dia 15 de novembro de 2015, e de Márcio, no início deste ano, na avenida Sumauma. Esses crimes ocorreram no bairro Monte das Oliveiras.

    Alexsandro foi indiciado por homicídio qualificado. Após os procedimentos, será levado para a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro da capital amazonenses, onde ficará à disposição da Justiça.

    Por Mara Magalhães

    Com informações de Ana Sena