Fonte: OpenWeather

    Sem Categoria


    Com investimento de R$ 5 mi, Cigás anuncia, para setembro, chegada de gás natural ao Vieiralves

    As obras são realizadas entre 22h e 5h30, de domingo a quinta-feira – foto: divulgação
    As obras são realizadas entre 22h e 5h30, de domingo a quinta-feira – foto: divulgação

    A partir de setembro deste ano, comércio e prédios residenciais do bairro Vieiralves, na Zona Centro-Sul de Manaus, poderão consumir gás natural. O anúncio foi feito na manhã desta segunda-feira (27), pelo diretor presidente da Companhia de Gás do Amazonas (Cigás), Lino Chíxaro, e diretor presidente e diretor técnico e comercial da empresa, Clovis Correia Jr. O investimento é de R$ 5 milhões.

    A escolha do bairro se deu pela possibilidade de atrair clientes em potencial, tendo em vista que há cerca de 100 clientes já interessados no recebimento do gás natural. Isso, de acordo com os diretores, é necessário para depois viabilizar a rede aos novos empreendimentos.

    Para um prédio residencial, o custo para receber o gás natural pode chegar a R$ 200 mil.

    O trecho que receberá a canalização corresponde a 4,5 quilômetros, compreendendo as seguintes vias: rua Salvador, rua Maceió, rua Pará, avenida Djalma Batista e avenida Darcy Vargas.

    A companhia destaca que as obras iniciaram após estudos sobre a viabilidade de implantação e expansão dos dutos nas vias, e não irá causar transtornos à população, pois é realizada entre 22h e 5h30, de domingo a quinta-feira.

    Além dessa atenção, a Cigás procurou um método que não abrisse valas nas vias públicas da cidade: o furo direcional. O método ocorre a partir da perfuração do solo e implantação subterrânea do duto.

    Cigas-1-divulg

    Benefícios

    A grande vantagem do consumo do gás natural é a redução de gastos, pois, quem opta por ele, economiza 40% em relação a outros combustíveis.

    Em uma família formada por quatro pessoas, por exemplo, é gasto, comumente, 15m³ de gás, apenas para o cozimento de alimentos. Em reais, o valor a ser pago por este consumo seria de R$ 37,68.

    Outra vantagem apreciada por quem escolhe o consumo do gás natural é o fornecimento contínuo, sem necessidade de estocagem o que, consequentemente, traz maior segurança.

    Balanço

    Segundo Correia, nos últimos quatro anos, a Companhia ultrapassou algumas metas pré-estabelecidas. Hoje, é a terceira maior reserva de gás, em terra, no Brasil e já atende 60% do setor elétrico de Manaus. Também avançou no industrial – com 34 empresas do Polo Industrial consumindo o produto - e conta com seis postos de gás veicular (GNV).

    Num comparativo entre os meses de maio de 2011 e maio deste ano, a Cigás apresenta um aumento de consumo calculado em 14%. Para o diretor técnico e comercial, esta crescente é resultado da importância do gás natural enquanto fator econômico. “Em tempos de crise, mostrar esse valor é satisfatório. Mostramos que o gás é a melhor alternativa para quem busca competitividade no mercado”, disse.

    A concessionária

    A Cigás tem concessão pública e é responsável pela distribuição e comercialização do gás natural por meio de dutos no Amazonas, promovendo soluções energéticas e contribuindo para o desenvolvimento sustentável do Estado.

    Por Rosianne Couto