Fonte: OpenWeather

    Sem Categoria


    Conheça plantas que são comestíveis e você nem imagina

    A capeba pode ser usada em charutinhos com arroz ou carne. Foto: Reprodução. 

    Experimentar o novo e o saudável pode ser mais fácil do que imaginamos, o segredo é a informação. Afinal o que são PANCs? Plantas Alimentícias Não Convencionais são plantas que a maior parte das pessoas não sabem que podem ser consumidas e, por isso, são consideradas ervas daninhas.

    Feijão-borboleta, erva-jabuti ou beldroega são consideradas “daninhas” em diversas regiões do país, essas espécies fazem parte de uma seleção  pouco difundida, mas com enorme potencial nutritivo.

    O termo criado pelo biólogo Valdely Kinupp diz respeito às plantas comestíveis que surgem de forma espontânea em quintais, terrenos baldios e canteiros, mas que não são consumidas por falta de costume ou de conhecimento.

    Estima-se que existam 10 mil espécies com potencial alimentício no país, mas, ao analisarmos nosso cardápio, praticamente tudo o que comemos é exótico. Ao valorizar espécies nativas, nós podemos causar uma revolução gastronômica”, conta Valdely, coautor do livro Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANC) no Brasil.

    De acordo com o pesquisador, que é professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (Ifam), a falta de conhecimento é o principal problema .

    "Elas são muito mais nutritivas que as plantas melhoradas geneticamente transgênicas ou cultivadas de forma convencional com agrotóxico. Ocorrem em ambientes adaptados especificamente para elas. Além dos benefícios agroecológicos da parte de produção agronômica, algumas são anticancerígenas e estimulantes. São consideradas mato, porque não estão no prato e não fazem parte do sistema agrícola. As pessoas acham que comida é só o que está no supermercado", explica.

    Kinupp comenta que na Amazônia e em alguns lugares do Brasil e do mundo as pessoas são analfabetas botânicas.

    "As pessoas olham para as plantas, mas não sabem lê-las é preciso ter conhecimento", diz.


    Leia também: Crianças com HIV são estimuladas a tratar saúde ao cuidar de plantas ornamentais

    Alimentação Vegana

    Em Manaus, muitos adeptos ao estilo de vida vegano e vegetariano consideram de alto valor o acesso aos legumes e frutas, isso ocorre em razão do transporte de alimentos produzidos em outros Estados, encarecendo o valor final. Uma solução barata e agradável são as PANCs, facilmente encontradas em quintais ou vias públicas.

    Para o estudante de arquitetura Lucas Coelho, adepto da alimentação vegetariana há dois anos, as PANCs foram uma feliz opção recém descoberta através de uma oficina oferecida gratuitamente na Universidade do Estado do Amazonas (UEA), onde os participantes tiveram oportunidade de aprender a diversificar sua alimentação com plantas de alto valor nutricional, livre de agrotóxicos e o melhor, de graça.

    “Não é pensar somente em batatas, brócolis e tomates, existem muitas opções deliciosas e acessíveis que podemos experimentar. Durante a oficina fizemos suco verde com várias plantas, uma delas era uma flor que tinha gosto de amendoim, chamada “grama amendoim”, ela deixou o sabor do suco muito diferenciado, delicioso! Coletamos em vias públicas, só evitamos lugares com muito lixo ou exposição à poluição. ”


    Outra opção para se aprender a consumir as PANCs e tirar todas as dúvidas é pesquisar no Guia Prático de PANC – Plantas Alimentícias Não Convencionais, disponível no link.

    Maysa Leão
    EM TEMPO

    Leia mais:

    Jovens vão elaborar catálogo com plantas medicinais usadas por indígenas

    Da sabedoria popular à pesquisa médica; conheça o potencial do Crajiru

    Público amazonense poderá visitar 31ª Feira Científico-Cultural nesta sexta

    Mais lidas

    1. Em trabalho de parto, mulher dá à luz em carro com ajuda de PMs