×
SAÚDE

Maternidade Balbina Mestrinho arrecadou 117 frascos para doação de leite materno

Recipientes são utilizados para armazenamento da doação de leite, que atende prematuros da capital e do interior

Doação de leite materno
A doação dos frascos ocorre ao longo de todo o ano e pode ser feita diretamente nos bancos de leite ou com o doador solicitando a retirada dos recipientes em sua residência. - Rodrigo Santos/SES-AM

Manaus (AM) – A Maternidade Balbina Mestrinho, por meio do Banco de Leite Humano (BLH) Fesinha Anzoategui, arrecadou 117 frascos para armazenamento de leite materno, durante campanha realizada em 10 dias.

Neste mês, a Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM) intensifica ações de incentivo à doação de leite materno para recém-nascidos da capital e de municípios do interior do estado.

Para o coordenador do BLH Fesinha Anzoategui, Fabrício Rolim, a campanha foi um sucesso e vai ser fundamental para garantir a suplementação do leite materno.

Estávamos com o estoque de frascos muito baixo. De janeiro a abril deste ano, nosso banco de leite recebeu doações de 71 frascos, número abaixo do mesmo período do ano passado, quando a unidade recebeu 476 recipientes. Agora estamos muito contentes com o resultado da campanha”, disse.

A redução na doação dos frascos ocorreu nos três bancos de leite do estado. Saiu de 710, de janeiro a abril de 2021, para 316, no mesmo período, neste ano.

Como doar

A doação dos frascos ocorre ao longo de todo o ano e pode ser feita diretamente nos bancos de leite ou com o doador solicitando a retirada dos recipientes em sua residência.

A coleta domiciliar é realizada quando o doador possui determinado número de frascos.

Os recipientes doados devem ser de vidro, com tampa de plástico e capacidade de armazenamento de 300 a 500 mililitros.

Além do armazenamento, os frascos são utilizados para pasteurização e distribuição do leite seguindo as normas de segurança dos órgãos de vigilância sanitária.

Os potes podem ser doados de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h, no BLH Fesinha Anzoategui, no bairro Praça 14, zona sul de Manaus; no BLH da Maternidade Ana Braga, bairro São José, zona leste; e no BLH Galileia na Maternidade Azilda Marreiro, na Cidade Nova, zona norte.

A partir deste mês o BLH Ana Braga passou a contar também com um novo posto para coleta de frascos no condomínio Alphaville Manaus 4, no bairro Ponta Negra, zona oeste da capital.

Coleta em domicílio

No BLH Fesinha Anzoategui, a coleta domiciliar é realizada quando o doador possui mais de sete frascos e solicitada no contato (92) 99339-0130.

No BLH Ana Braga, a coleta na residência é feita a partir de 10 potes, e o agendamento é por meio do telefone (92) 3647-4235.

O BLH da Galileia também realiza a retirada dos recipientes em casa. O pedido pode ser realizado nos números (92) 3643- 5523 ou 99170-5783.

Esses mesmos contatos são utilizados para o agendamento da coleta das doações de leite materno e outros esclarecimentos.

Doação

Toda mãe com excedente na produção de leite é uma potencial doadora. De janeiro a abril deste ano, 310 mães fizeram doação para os três BLH.

Para doar, basta entrar em contato com qualquer um dos BLH e obter todas as orientações.

Leite materno

Segundo a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), da Organização Mundial da Saúde (OMS), o leite materno é o melhor alimento para os recém-nascidos e crianças com até dois anos.

O leite humano coletado é utilizado para a alimentação de bebês internados e que não podem ser amamentados pelas próprias mães.

Por meio do leite materno, a criança tem mais chances de recuperação e fica protegida de infecções, diarréias e alergias.

*Com informações da Agência Amazonas

Leia mais:

Maternidade Balbina Mestrinho retoma parto na água após dois anos

Mãe destaca importância da doação de leite humano em Manaus

Mil bebês prematuros do AM foram alimentados com doções nos Bancos de Leite

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.