Fonte: OpenWeather

    Beleza


    Visagismo: tão natural quanto a luz do dia

    “O mais importante é que se consiga captar a alma das pessoas para que o trabalho fique completo. O que determina quem somos é aquilo que temos guardado, a beleza interior que trazemos à tona”.

     

    O que determina quem somos é aquilo que temos guardado, a beleza interior que trazemos à tona”.
    O que determina quem somos é aquilo que temos guardado, a beleza interior que trazemos à tona”. | Foto: Reprodução

    Já diz o ditado popular que “a primeira impressão é a que fica”, e essa afirmativa tem tudo a ver com os dias atuais, em que o conceito conhecido como “Visagismo”, tem ganhado cada vez mais adeptos.

    Desde 1937, quando o criador, Fernand Aubry, cabeleireiro e maquiador francês, percebeu que sua profissão ia muito além do que replicar belas fotos de suas clientes em revistas. Assim nasceu a concepção do visagismo, que consiste em equilibrar e exaltar a beleza exterior com a personalidade de cada um, com o lado interior. Leva em consideração a estrutura dos fios capilares, cor da pele e forma do rosto, uma junção perfeita de inovação e revolução da autoestima.

    É comum que as pessoas queiram se parecer com grandes astros, principalmente os hollywoodianos. Sempre que vão a um estúdio de beleza, a cor do cabelo do fulano ou o corte do ciclano, acaba por determinar a vontade própria, ou seja, é a famosa busca pela identidade das pessoas que fazem sucesso.

    Atenção! Foi proposital o uso do pronome masculino “O”, uma vez que o investimento nesse setor tem sido tanto para homens quanto para mulheres, pois esse tem sido “O Século” de transposição de barreiras – daí que o visagismo vem justamente para isso, para que consigamos cruzar a moda, e assim, nos descobrir em nós mesmos, dentro das particularidades que todos têm, ativando a essência individual.

    O que determina quem somos é aquilo que temos guardado, a beleza interior que trazemos à tona
    O que determina quem somos é aquilo que temos guardado, a beleza interior que trazemos à tona | Foto: Reprodução

    O hair stylist amazonense Israel Motta determina que a beleza faz parte de uma grande obra de arte que começa pelo rosto.

    "

    Um corte de cabelo criativo, por exemplo, que segue as tendências estruturais de fios de cada pessoa individualmente, respeitando suas formas e tonalidade da pele, tem um poder de persuadir e fazer com que sintamos muito mais à vontade conosco, pois nos desperta o amor próprio dentro de nossas singularidades. É isso que precisa acontecer, esse é o verdadeiro boom do setor da beleza, realçar a nossa beleza natural, nos respeitar e aprender a nos amar como fomos criados. "

    Israel Motta, Hair Stylist

    Israel ainda revela que fica chocado com o número de mulheres que se emocionam ao se olharem no espelho após terem passado pelo visagismo. “Algumas pessoas buscam estúdios de beleza para se tornarem outra pessoa que consideram ícones de glamour, e quando vêem o trabalho que desenvolvo apenas ressaltando os traços, se perguntam “nossa, mas sou tão bonita e nunca tinha percebido isso!”.

    Para finalizar, o hairstylist, ressalta. “O mais importante é captar a alma das pessoas para que o trabalho fique completo. O que determina quem somos é aquilo que temos guardado, a beleza interior que trazemos à tona”.

    E se você, querida leitora, que saber mais sobre Visagismo? Acompanhe aqui no Entre Elas
    as próximas dicas!