Fonte: OpenWeather

    Protesto


    Ex-funcionários da Unimed marcam manifestação por falta de pagamento

    O ato é uma resposta ao não pagamento das verbas contratuais de demissões em massa feitas pela empresa desde novembro deste ano

    Manifestação em frente à Unimed acontece na tarde desta quarta-feira | Foto: Reprodução

    Manaus - Ex-funcionários da Unimed Manaus estão organizando uma manifestação para esta quarta-feira (12), às 16h30, em frente ao prédio da maternidade do hospital, localizada na avenida Constantino Nery, Zona Centro-Sul de Manaus. O ato é uma resposta ao não pagamento das verbas contratuais de demissões em massa feitas pela empresa desde novembro deste ano.

    A direção do hospital afirmou em nota divulgada no site da instituição e nas redes sociais, que a atitude foi uma estratégia de reestruturação da empresa, a fim de redimensioná-la após a perda de inúmeros clientes.

    Em conversa com o Em Tempo, a ex-colaboradora da Unimed, Karol Pinheiro, afirmou que a empresa se reuniu com os funcionários na última segunda-feira (10), e afirmou que está sem dinheiro para efetuar os pagamentos.

    “Eles demitiram no mês passado cerca de 400 funcionários e até agora não pagaram nada. Durante a reunião de segunda-feira (10), eles não propuseram nada. Disseram que estão sem dinheiro para pagar e que nem sabem se poderão pagar os funcionários, que ainda trabalham no hospital. Eles disseram que era pra gente ir atrás dos nossos direitos, porque eles não poderiam fazer nada”, disse Karol.

    Ainda na nota, a empresa esclarece as demissões de cerca de 280 funcionários, número inferior ao informado pelas pessoas demitidas. 

    Inúmeros perfis nas redes sociais questionaram a empresa. Um deles foi o da ex-funcionária do hospital, Suzy Hellen, que reclama que nem o FGTS está correto. 

    “É uma falta de vergonha com todas os ex-colaboradores. Sendo que nem os FGTS está correto, isso é uma vergonha! Ontem fizeram uma reunião para nos informar que não temos direitos garantidos em lei. Só nos foi mostrado um gráfico em ‘esclarecimento´”, falou Hellen.

    Parte da apresentação feita pela Unimed com os ex-feuncionários
    Parte da apresentação feita pela Unimed com os ex-feuncionários | Foto: Divulgação

    Na nota, a Unimed afirma que apesar das dificuldades financeiras, os ex-funcionários receberão todas as rescisões dos contratos existentes. “A Diretoria da Unimed Manaus reafirma o compromisso de negociar junto aos ex-colaboradores os valores devidos, nos termos da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) e Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) ”.

    O hospital afirma ainda que efetuou o pagamento dos salários de novembro e liberou a partir desta terça-feira (11) as guias do FGTS e do seguro-desemprego durante a reunião de segunda-feira.

    Segue nota na íntegra da Unimed:

    Nota do hospital sobre as demissões
    Nota do hospital sobre as demissões | Foto: Unimed Manaus


    Leia mais:

    Novo golpe no WhatsApp promete um ano de plano de saúde gratuito: veja

    Familiares denunciam atendimento em hospital da Unimed em Manaus 

    Unimed Manaus confirma que usuário estão sendo atendidos normalmente