Fonte: OpenWeather

    Insegurança no trânsito


    Em menos de uma semana, jovens causam acidentes fatais no Amazonas

    Os acidentes fatais ocorreram em avenidas movimentadas de Manaus nos últimos dias e gera preocupação com a insegurança no trânsito do Amazonas

    O delegado Luiz Humberto Monteiro diz que é necessário ter atenção redobrada no trânsito
    O delegado Luiz Humberto Monteiro diz que é necessário ter atenção redobrada no trânsito | Foto: Erlon Rodrigues/Polícia Civil


    Manaus - Duas vidas foram ceifadas recentemente em Manaus por conta de imprudências no trânsito. A primeira delas foi um policial militar de 35 anos, que morreu atropelado ao tentar auxiliar vítimas de um acidente de trânsito na avenida Coronel Teixeira, Zona Oeste de Manaus.

    Nesta quinta-feira (13), um novo acidente custou a vida de uma idosa de 73 anos. Ela morreu ao tentar atravessar a via em uma faixa de pedestres. Ambos os motoristas autores dos crimes têm idades de 21 e 18 anos, respectivamente. 

    Para o delegado Luiz Humberto Monteiro, da Delegacia Especializada em Acidentes de Trânsito (Deat), é necessário ter atenção redobrada no trânsito.

    “O condutor do veículo deve obedecer a legislação de trânsito, pois muitos motoristas dirigem em alta velocidade, ultrapassam o sinal vermelho e, ainda, dirigem embriagados. A legislação só passará a funcionar se tiver leis mais rígidas, guardas de trânsito e câmeras nas ruas para multar os condutores que não respeitam”.

    Ainda de acordo com o delegado, a pena instaurada em casos de acidentes de trânsito por embriaguez ao volante é feita de duas formas.

    “Quando o condutor do veículo provoca o acidente e há vítima fatal, o condutor receberá a pena de reclusão. O regime de cumprimento nesses casos pode ser fechado, semiaberto ou aberto. Quando o condutor provoca o acidente e não há vítima fatal, mas está alcoolizado, ele é preso em flagrante. Porém, o crime é afiançável”, explicou o delegado. 

    Policial atropelado

    Amigos lamentaram a morte do PM
    Amigos lamentaram a morte do PM | Foto: Josemar Antunes



    O soldado Kleber Ricardo Gomes Ventilari, de 35 anos, morreu após ser atropelado por um carro, conduzido por Thomé Matheus Jesus Torres, de 21 anos. O PM atendia uma ocorrência de trânsito, quando, ao atravessar a via para auxiliar um motorista envolvido em outro acidente, foi atingido pelo carro, modelo Peugeot. 

    Thomé teve a prisão temporária convertida em preventiva no mesmo dia do acidente, durante audiência de custódia. 

    Atropelamento em faixa de pedestres

    A aposentada Maria Madalena Pereira Negreiros, de 73 anos, morreu na manhã desta quinta-feira, após ser atropelada por André da Silva Alves, de 18 anos, ao atravessar uma faixa de pedestres, localizada no bairro Zumbi dos Palmares, zona leste de Manaus.

    André foi detido e levado para o 14° Distrito Integrado de Polícia (DIP) para a realização dos procedimentos cabíveis. Em seguida, foi encaminhado para a audiência de custódia.

    Dados alarmantes

    No ano de 2017, Manaus registrou 25.504 acidentes de trânsito. Desse total, 8.938 foram com vítimas lesionadas, segundo dados divulgados no mês de fevereiro deste ano pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). Além disso, outras 235 pessoas morreram no ano passado por conta de imprudências no trânsito. O órgão ainda não divulgou os dados referentes ao ano de 2018. 

    Márcio Andrade, especialista de trânsito do Instituto Nacional de Educação de Trânsito, aponta soluções que podem ajudar na prevenção contra acidentes no país.

    “Vamos educar o cidadão com um trânsito mais seguro, com campanhas educativas. Se começarmos a educar nossas crianças hoje, e o código de trânsito brasileiro prevê isso. A educação de trânsito tem que ser dado desde a pré-escola até o 3º grau. Infelizmente isso não é aplicado. Raríssimas exceções de escolas particulares têm programas sobre educação de trânsito. Isso é necessário para que possamos formar uma consciência no cidadão, para que ele possa gerar uma pacificação no trânsito”, disse o especialista. 

    Edição: Bruna Souza

    Leia mais

    AM-010: estrada da morte no Amazonas já registra 13 óbitos em 2018

    Trânsito tem redução de mais de 63% de mortes em vias de Manaus

    Borracheiro morre atropelado ao tentar guardar bicicleta em Manaus