Fonte: OpenWeather

    Morte no Trânsito


    Motociclista morre ao colidir em caminhão na avenida do Turismo

    Acidente foi nas proximidades da Cachoeira Alta, no Tarumã, Zona Oeste de Manaus

    O motociclista morreu na hora
    O motociclista morreu na hora | Foto: Josemar Antunes/Em Tempo

    Manaus - Uma colisão entre uma carreta e uma motocicleta na manhã desta quinta-feira (20), resultou na morte de Maik Cássio Nunes dos Santos, de 22 anos. O acidente aconteceu nas proximidades da Cachoeira Alta, na avenida do Turismo, bairro Tarumã, Zona Oeste de Manaus.

    De acordo com o sargento Ailton Campos, da 20ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), testemunhas relataram que o motociclista trafegava em alta velocidade e não conseguiu fazer a curva, vindo colidir na lateral de uma carreta modelo Scania, de cor vermelha e placas JXN-0396 e JZZ-04**. 

    A mãe esteve no local do acidente e fez o reconhecimento do corpo
    A mãe esteve no local do acidente e fez o reconhecimento do corpo | Foto: Josemar Antunes/Em Tempo

    Após o acidente, uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada pela Polícia Militar, mas Maik já estava morto. Por conta do impacto, a vítima teve um corte profundo na região do tórax. O jovem conduzia uma moto modelo Honda, de cor vermelha e placa NOO-44**. 

    O motorista da carreta, Salatiel Lima Cruz, de 50 anos, informou à reportagem que o motociclista perdeu o controle da moto por excesso de velocidade. Cruz, que seguia para buscar soja no Porto do São Raimundo, Zona Oeste da capital, permaneceu no local durante os trabalhos da polícia. 

    Acidente foi na manhã desta quinta-feira (20)
    Acidente foi na manhã desta quinta-feira (20) | Foto: Josemar Antunes/Em Tempo

    "Foi a primeira vez que isso aconteceu comigo. Eu não tive culpa. O motoqueiro foi quem provocou o acidente, infelizmente", defende o carreteiro. 

    Durante os trabalhos da perícia criminal de trânsito do Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC), a mãe da vítima, Eliane Nunes de Oliveira, de 41 anos, chegou ao local e fez o reconhecimento do corpo. Bastante abalada, ela informou à polícia e à imprensa que o filho não tinha carteira de habilitação para pilotar moto.  

    Ela disse que o filho havia saído de casa para uma festa e que ele [filho] trabalhava como carregador de mercadorias. "Não estou acreditando. Meu filho não poderia ter um fim assim", desabafou.

    Trânsito ficou lento na região próxima ao acidente
    Trânsito ficou lento na região próxima ao acidente | Foto: Josemar Antunes/Em Tempo

    O trânsito no local ficou prejudicado nos dois sentidos por conta do acidente.

    O corpo de Maik foi removido para o Instituto Médico Legal (IML), na Zona Norte. A Delegacia Especializada em Acidentes de Trânsito (Deat) vai investigar as causas do acidente. 

    Confira a reportagem da TV Em Tempo:

    Confira a reportagem | Autor: TV Em Tempo

    Leia mais:

    Músico de 29 anos morre em acidente na BR174 em Presidente Figueiredo

    Ao levar idosa ao hospital, motorista capota carro e derruba poste

    Motorista de carro avança sinal vermelho e mata motociclista em Manaus