Fonte: OpenWeather

    Procura-se


    Família faz apelo para encontrar cachorro desaparecido em incêndio

    Bethoven foi visto pela última vez por volta das 20h de segunda, quando a família teve que deixar o lar às pressas.

    Bethoven é um animal dócil, muito fofo, tem olhos cor de mel e o pelo é no tom caramelo
    Bethoven é um animal dócil, muito fofo, tem olhos cor de mel e o pelo é no tom caramelo | Foto: Divulgação

    Manaus - A autônoma Nelma Braga, de 44 anos, uma das vítimas do incêndio que destruiu aproximadamente 600 casas, no bairro Educandos, Zona Sul de Manaus, na última segunda-feira (17), está a procura do animal de estimação, um cachorro que atende pelo nome de Bethoven. 

    Segundo ela, o animal foi visto pela última vez por volta das 20h de segunda, quando a família teve que deixar o lar às pressas. 

    "Nós estávamos dentro de casa, tudo fechado, nos preparando para dormir, quando ouvimos aquela gritaria. Eu pensei que era briga, mas ao abrir a janela vi a correria e todo mundo gritando 'é fogo'. Saímos da casa e tiramos o cachorro, mas ele sumiu", conta a autônoma. 

    Nelma lembra que o animal foi retirado de casa duas vezes. "Na correria, meu irmão tirou ele uma vez, e ele voltou. Depois tirou novamente e ele correu. A gente tem certeza que ele não morreu queimado", acredita. 

    Incêndio foi na última segunda-feira (17)
    Incêndio foi na última segunda-feira (17) | Foto: Marcely Gomes/Em Tempo

    A autônoma diz que morava na residência com outras seis pessoas, incluindo irmãos, filhos e o cachorro. Ela pede ajuda para localizá-lo. "Ele é um animal dócil, muito fofo, tem olhos cor de mel e o pelo é no tom caramelo", detalha ela. 

    Questionada sobre o apoio social que vem recebendo do poder público municipal e também de voluntários, a mulher avalia as ações como positivas. 

    "Até o momento, não tenho do que reclamar. As pessoas estão sendo solicitas conosco. Graças à Deus, roupas nós recebemos o suficiente para atender nossas necessidades. Além disso, estamos sendo orientados quantos aos cadastros para benefícios de moradia e também recebemos ajudas com alimentação. A documentação, eu ainda não tive tempo de ir atrás, porque é muita coisa acontecendo ao mesmo tempo, mas pretendo ir hoje à tarde", informa a mulher. 

    Incêndio destruiu aproximadamente 600 casas
    Incêndio destruiu aproximadamente 600 casas | Foto: Marcely Gomes/Em Tempo

    Nelma explica, ainda, que já recebeu ligações informando que o cachorro está vivo, porém o lugar para resgatá-lo, segundo ela, é incerto. "A pessoa do outro lado da linha não soube informar ao certo o abrigo que ele está. Não fomos informados de quantos lares provisórios estão guardando esses animais. Por isso estamos recorrendo à imprensa, para que possamos reencontrar o Bethoven.

    A mulher, que não trabalha de carteira assinada e apenas revendia perfumes e din din para ajudar na renda da família, espera que possa ser contemplada com um emprego.

    Manhã seguinte após o incêndio
    Manhã seguinte após o incêndio | Foto: Márcio Melo/EM TEMPO

    "As coisas estão difíceis. Na minha casa, apenas a minha irmã está trabalhando de carteira assinada, e foi a única que conseguiu salvar a bolsa com documentos dela. Eu e meu irmão apenas fazemos 'bicos' [pequenos serviços]", revela Nelma. 

    A mulher finaliza a entrevista fazendo um apelo. "Se possível, gostaria de receber a doação de um freezer. Gostaria de voltar a poder vender meus din dins. Nunca é tarde para recomeçar", conclui ela. 

    Quem puder ajudar a família a encontrar Bethoven ou queira doar um freezer à família deve entrar em contato pelos números: (92) 99508-9286 (Nelma) ou (92) 99326-4440 (Telma - irmã).

    Leia mais:

    Sine Manaus terá postos de coleta de doações às vítimas do incêndio

    Mulher vítima de incêndio em Manaus continua internada em estado grave

    Triagem aponta mais de 2 mil vítimas em incêndio no Educandos