Fonte: OpenWeather

    Desaparecida


    Separadas na infância, amazonense sonha em reencontrar irmã

    Elas foram separadas quando ainda eram crianças, no município de Tefé. A irmã desaparecida foi batizada pelos pais adotivos como Sônia Bezerra

    Domingas e a irmã se separaram ainda quando eram crianças
    Domingas e a irmã se separaram ainda quando eram crianças | Foto: Arquivo

    Manaus - A dona de casa Domingas da Silva, de 50 anos, procura por uma irmã desaparecida no Amazonas. Ambas nasceram na cidade de Tefé (distante 522 km de Manaus) e foram separadas quando eram crianças, após o abandono da mãe materna. Depois de adotada, a irmã de Domingas, Raimunda, teria mudado o nome de batismo para Sônia Bezerra.

    “A única informação que nós temos é que agora, ela se chama Sônia Bezerra”, conta a filha de Domingas, a auxiliar de cabeleireira Danyelle Silva, de 30 anos, que procurou o Em Tempo para pedir ajuda na divulgação do caso. A família não possui fotos das duas quando crianças e nem da irmã adotada. 

    Danyelle conta que até um tempo atrás não sabia da história de separação de uma irmã da mãe. “Meu tio viu essa mulher chamada Sônia Bezerra na televisão procurando a irmã e ligou os fatos", disse ela.

    Antes, sem internet, os familiares de Domingas achavam difícil que ela reencontrasse a irmã. Hoje, existe uma esperança. Apenas Danyelle mora em Manaus, os demais familiares ainda residem em Tefé. 

    Domingas ainda mora em Tefé e possui o sonho de reencontrar a irmã
    Domingas ainda mora em Tefé e possui o sonho de reencontrar a irmã | Foto: Arquivo Pessoal


    A preocupação de Danyelle é que a mãe, por estar doente, corre contra o tempo para reaver a irmã desaparecida. "O sonho da minha mãe é reencontrar a irmã e, talvez em um golpe de sorte, até mesmo a mãe biológica dela, que se chama Maria Dilza da Silva, natural de Carauari, também no interior do Amazonas", explica a auxiliar de cabeleireira.   

    História de vida

    Domingas da Silva nasceu no dia 13 de outubro de 1968 em Tefé. Filha de Maria Dilza da Silva e Manoel Anastácio de Lima, ela possui três irmãos: Tereza, Pedro e Raimunda (rebatizada de Sônia Bezerra). Todos têm nomes diferentes pois, na época, foram registrados pelos pais adotivos.

    “Ela manteve contato com o Pedro e a Tereza, mas perdeu o da sua outra irmã. A Raimunda teria sido adotada por um senhor chamado Artur Bezerra, que na época, também morava em Tefé, informa Danyelle.

    Domingas aos 20 anos de idade. Nessa época, ela já tinha perdido contato com a irmã
    Domingas aos 20 anos de idade. Nessa época, ela já tinha perdido contato com a irmã | Foto: Arquivo Pessoal

    A última vez que Domingas viu a irmã foi aos 18 anos, quando ela se mudou para Manaus. Desde então, nunca mais se falaram. Danyelle reforça que após ser adotada, o nome de Raimunda teria sido mudado para Sônia Bezerra.

    Para quem quiser ajudar com alguma informação, basta ligar ou entrar em contato pelo WhatsApp pelo número (92) 9 8806-0525.

    Edição: Isac Sharlon

    Leia Mais 

    Família faz apelo para encontrar cachorro desaparecido em incêndio

    Computadores com supostas fraudes somem da Susam

    Pai de criação luta para adotar criança especial no Amazonas