Fonte: OpenWeather

    Curto-circuito


    Fogo no Instituto do Patrimônio Histórico assusta funcionários

    Apesar de muita fumaça, não houve vítimas e a ocorrência foi controlada pelo Corpo de Bombeiros

    O incêndio teria sido causado por um curto-circuito em um dos ar-condicionados
    O incêndio teria sido causado por um curto-circuito em um dos ar-condicionados | Foto: Reprodução


    Manaus – Apesar da forte chuva que castigou a capital durante a manhã e o início da tarde desta segunda-feira (11), um princípio de incêndio assustou funcionários do Instituto do Patrimônio Histórico, localizado na Travessa Vivaldo Lima, Centro de Manaus. Apesar do registro, não houve vítimas.

    A equipe do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) informou que funcionários do instituto perceberam o princípio de incêndio no ar-condicionado central do prédio por volta das 14h55. Apesar do susto causado pelo intenso fluxo de fumaça, os bombeiros conseguiram controlar a situação sem maiores danos.

    Apesar de contornar o foco da fumaça, o Corpo de Bombeiros esvaziou o prédio para a segurança de funcionários e visitantes. A equipe de combate a incêndios destacou ainda que deve voltar ao Instituto do Patrimônio Histórico para fazer uma vistoria na estrutura do local.

    Curto-circuito

    Na madrugada da última sexta-feira (8) um possível curto-circuito também chocou o país ao causar um incêndio de imensas proporções no Centro de Treinamento do Flamengo, o Ninho do Urubu, no Rio de Janeiro. A tragédia matou dez pessoas e deixou três feridos.

    Relembre o caso

    A perícia trabalha com a hipótese de um curto-circuito em um dos aparelhos de ar-condicionado como a principal causa para o incêndio em um dos alojamentos do Centro de Treinamento do Flamengo, o Ninho do Urubu, que matou dez pessoas e feriu três, na madrugada de hoje (8).

     “É muito cedo para dizer se foi por causa da rede que deu pico, se foi por causa do aparelho de ar-condicionado ou se foi a rede interna daqui”, disse o vice-governador do Rio, Claudio Bonfim.

     Segundo ele, os bombeiros foram chamados às 5h14, saíram do quartel às 5h17 e chegaram ao Ninho do Urubu, às 5h38. O fogo já estava controlado às 6h30.

    Os atletas estavam alojados em um container e seriam transferidos na semana que vem para acomodações mais modernas.

    Leia mais:

    Incêndio no Centro de Treinamento do Flamengo deixa 10 mortos

    Jogador do Amazonas escapa da morte em incêndio no CT do Flamengo

    Sobrevivente relata explosão e gritos de socorro no alojamento do Fla