Fonte: OpenWeather

    Intervenção penitenciária


    Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária deixa o Amazonas

    A vinda da Força Tarefa para Manaus ocorreu no no mês de maio, quando um racha entre membros de uma mesma facção criminosa resultou na morte de 55 presos em 4 unidades prisionais da capital.

    Durante três meses, a FTIP atuou em ações de intervenções, atividades e serviços de guarda, vigilância e custódia de presos
    Durante três meses, a FTIP atuou em ações de intervenções, atividades e serviços de guarda, vigilância e custódia de presos | Foto: Divulgação

    Manaus - Agentes da Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária (FTIP) deixaram o Amazonas, após o término do prazo de 90 dias de permanência no estado, autorizado por meio da Portaria nº 564, de 28 de maio de 2019, do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP).

    A vinda da FTIP para Manaus se deu em resposta à solicitação do governador do Amazonas, Wilson Lima, no mês de maio, quando um racha entre membros de uma mesma facção criminosa resultou na morte de 55 presos em quatro unidades prisionais da capital.

    Durante três meses, a FTIP atuou em parceria com o Grupo de Intervenção Penitenciária (GIP) em ações de intervenções, atividades e serviços de guarda, vigilância e custódia de presos nas unidades prisionais. O titular da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), tenente-coronel Vinícius Almeida, destacou o trabalho de parceria entre os entes federativos.

    “Foi um período de troca de experiências muito importante, pois adotamos e evoluímos alguns procedimentos, e eles (FTIP) também conheceram os nossos procedimentos”, avaliou.

    Nos últimos três meses, a Seap revisou os procedimentos de segurança, reestruturou a portaria que regulamenta a entrega de materiais de higiene, entre outros. “Além disso, crescemos o efetivo do GIP, fizemos adaptações e mudamos a forma de atuação do grupo”, afirmou o titular da Seap, acrescentando que a capacitação foi realizada pela Polícia Militar, por meio da Companhia de Operações Especiais (COE).