Fonte: OpenWeather

    Saúde pública


    João Lúcio economiza R$ 126 mil com reforma de móveis das enfermarias

    Os móveis são lixados, pintados e soldados para voltarem ao uso, gerando economia para os cofres públicos

    Ao todo, 36 móveis, entre camas, suporte de soro, cadeiras, poltronas e escadas já passaram por conserto | Foto: Divulgação

    O Hospital e Pronto-socorro (HPS) João Lúcio, unidade da rede estadual de saúde, está restaurando móveis que estavam danificados e inutilizados, como parte das reformas nas enfermarias da unidade localizada na zona leste de Manaus.

    Conforme a direção, 36 móveis, entre camas, suporte de soro, cadeiras, poltronas e escadas já passaram por conserto.

    O diretor Silvio Romano explica que, depois de avaliados, os móveis são lixados, pintados e soldados para voltarem ao uso, gerando economia para os cofres públicos. 

    “Tínhamos no nosso depósito muitos móveis danificados. Foi feita uma avaliação, e os que tinham possibilidade de conserto estão passando pela restauração aqui mesmo na unidade. Com isso, conseguimos fazer uma economia de mais de R$ 126 mil, caso precisássemos comprar móveis novos”, concluiu.

    Obras de reparos 

    Desde o início do ano, o João Lucio vem recebendo melhorias na estrutura e readequação de espaços. “As reformas foram possíveis por conta do gerenciamento dos recursos que a unidade recebe da Secretaria de Estado de Saúde (Susam)”, disse o diretor.

    As enfermarias vêm recebendo gradativamente reparos na pintura, pisos e iluminação. As salas de terapia semi-intensiva, da vigilância epidemiológica e da agência transfusional receberam reformas no primeiro trimestre do ano.  Também foram feitos reparos no telhado, substituição de lâmpadas e instalação de placas e faixas de orientação no mesmo período.

    A partir de maio, todo o terceiro andar passou a receber obras de reparos nos pisos, portas e paredes. As reformas comtemplam gradativamente as enfermarias e banheiros. Ao todo, são seis enfermarias já revitalizadas para melhorar o conforto dos usuários. 

    De acordo com o diretor, todas as 25 enfermarias, sendo 12 de cinco leitos e 13 de dois, serão reformadas, gradativamente, no HPS. As obras têm curta duração, sendo poucos pacientes remanejados por vez, para não impactar no atendimento.

    Melhoria no politrauma

    Além das reformas no terceiro andar, o banheiro do politrauma na urgência e emergência também passou por obras, e a enfermaria de observação, localizada no térreo, ganhou dois novos condicionadores de ar.

    “A enfermaria da observação está toda recuperada, e recebeu manutenção no que precisava. Os forros foram lavados, trocamos as calhas, e essa enfermaria, em específico, teve todo o piso trocado, pois não havia como recuperar”.

    Gastos com as reformas

    O gestor utiliza o orçamento de R$ 45 mil para manutenção mensal e aplica na melhoria de ambientes da unidade, como farmácia, almoxarifado, adequando o HPS para o atendimento dos pacientes.

    Atendimento

    O Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio atende, em média, 9,6 mil pessoas por mês e 350 por dia.

    Até agosto deste ano, 77.755 pacientes receberam atendimento na unidade, sendo realizadas 2.882 cirurgias, com média de 12 procedimentos cirúrgicos a cada 24 horas, em várias especialidades.

    Também são realizados, por dia, uma média de 1.600 exames laboratoriais, 120 exames de tomografia e 250 exames de raios-X.

    *Com informações da assessoria