Fonte: OpenWeather

    Saúde


    Usuários da UBS Leonor de Freitas recebem orientações sobre nutrição

    A ação teve o objetivo de estimular a população para a prática de hábitos saudáveis de vida

    A programação também encerrou as atividades da Semana de Intensificação do Combate à Obesidade, lançada pela Prefeitura de Manaus | Foto: Divulgação

    Manaus - Marcando o Dia Nacional de Prevenção da Obesidade, celebrado em 11 de outubro, a Unidade Básica de Saúde (UBS) Leonor de Freitas, no bairro Compensa, zona Oeste, promoveu nesta sexta-feira (11), ação de orientação sobre alimentação adequada e saudável. A programação também encerrou as atividades da Semana de Intensificação do Combate à Obesidade, lançada pela Prefeitura de Manaus. 

    A Semana, coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), teve como objetivo estimular a população para a prática de hábitos saudáveis de vida, incluindo uma alimentação mais saudável e a prática de atividade física. 

    Coordenada pela nutricionista Vera Santiago, profissional do Distrito de Saúde (Disa) Oeste, a atividade realizada na UBS Leonor de Freitas priorizou orientações baseadas na Alimentação Cardioprotetora Brasileira, recomendada pelo Ministério da Saúde e também conhecida como Dica BR, apresentando os alimentos separados por grupos com as cores da bandeira do Brasil, de forma lúdica, destacando a cultura alimentar brasileira.

    Como a bandeira do Brasil tem sua maior área representada pela cor verde, seguida pela amarela e pela azul, a orientação do Ministério da Saúde é para que o consumo dos grupos alimentares siga a mesma lógica das cores da bandeira.

    “O grupo verde é composto por alimentos cardioprotetores, que são os mais saudáveis, contendo substâncias que protegem o coração, como vitaminas, minerais, fibras e antioxidantes, incluindo legumes, frutas e verduras, que devem ser priorizados e consumidos em maior quantidade. O grupo amarelo, composto por alimentos com mais carboidratos, deve ser consumido com moderação, e o grupo azul, composto pelas proteínas, leite e derivados, em menor quantidade”, explicou Vera Santiago.

    Além dos três grupos, destacou a nutricionista, existe o grupo vermelho, composto por alimentos industrializados/ultraprocessados, que não são recomendados para uma alimentação saudável e devem ser evitados.

    “A Dica BR é recomendada pelo Ministério da Saúde para todas as pessoas, mas especialmente para aquelas com excesso de peso ou obesidade, pressão alta, diabete, colesterol alto, triglicérides alto, histórico de infarto, cirurgia do coração e derrame cerebral (AVC). O importante é que as pessoas entendam que a alimentação saudável é a alimentação real e natural. A orientação principal é desembalar menos e descascar mais, buscando garantir uma melhor qualidade de vida”, afirmou a nutricionista. 

    Para o agente de saúde João Rodrigues, 60 anos, as ações de orientação sobre controle da obesidade nos serviços de saúde são importantes principalmente para garantir uma melhor qualidade de vida na terceira idade. 

    “O meu pai morreu diabético e existe a tendência para a doença na minha família. E se a pessoa quiser envelhecer com saúde, precisa ter as informações para tomar alguns cuidados, evitar certos alimentos e comer com moderação para prevenir as doenças”, afirmou João Rodrigues. 

    As ações da Semana de Combate à Obesidade foram intensificadas durante a semana em todas as UBSs com a oferta de atividades como rodas de conversas, palestras de educação em saúde, atividades físicas entre outras programações nos estabelecimentos de saúde e escolas do município. 

    Obesidade

    De acordo com a Pesquisa da Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) Brasil 2018, realizada pelo Ministério da Saúde, os municípios de Manaus e de Cuiabá apresentam, entre as capitais brasileiras, a maior frequência de adultos obesos com um índice de 23,0%. A frequência de adultos com excesso de peso variou entre 47,2% em São Luís e 60,7% em Cuiabá, com Manaus apresentando 60,6%. 

    O Vigitel é uma pesquisa telefônica realizada com maiores de 18 anos, nas 26 capitais e no Distrito Federal, sobre diversos assuntos relacionados à saúde.

    *Com informações da assessoria