Fonte: OpenWeather

    Cidadania


    PAC em Movimento emitirá documentação básica em Santo Antônio do Içá

    Serão emitidas primeira e segunda vias de RG e segunda via de certidão de nascimento até a próxima sexta-feira (21)

    Amazonas- Até a próxima sexta-feira (21), o PAC em Movimento da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), estará no município de Santo Antônio do Içá ( distante 880 quilômetros de Manaus), com emissão de primeira e segunda vias de RG e segunda via de certidão de nascimento.

    O “PAC em Movimento” já atendeu 50 mil pessoas desde fevereiro de 2019
    O “PAC em Movimento” já atendeu 50 mil pessoas desde fevereiro de 2019 | Foto: Arthur Castro/Sejusc

    De acordo com a secretária da Sejusc, Caroline Braz, é a primeira vez que o projeto, que já atendeu mais de 50 mil pessoas em 2019, passa pelo município. "Nossas equipes partiram de Benjamin Constant, onde realizamos atendimentos em três comunidades, direto para Santo Antônio do Iça. Estamos com a agenda completa até março para atender as demandas do cidadão", explica.

    Documentos necessários 

    Para solicitar a primeira via da identidade é preciso apresentar a certidão de nascimento ou casamento, comprovante de endereço e três fotos 3x4 e para a segunda via, é preciso levar duas fotos 3×4 e os demais documentos exigidos para a emissão da primeira via. Se o solicitante for menor de 18 anos, deverá ir acompanhado dos pais ou responsáveis.

    Benjamin Constant 

    Durante a série de casamentos coletivos indígenas no município de Benjamin Constant ( a 1.118 quilômetros de Manaus), o projeto atendeu 609 pessoas, em comunidades como Filadélfia, Feijoal, Porto Espiritual e Guanabara.

    Da etnia Tikuna, Nelson Coelho Pereira, de 55 anos, tirou a primeira via da carteira de identidade. Segundo ele, com o documento, vai procurar um novo trabalho fora da comunidade. “Também vou cuidar da minha saúde, ter acesso aos serviços oferecidos no hospital. Estou feliz porque agora vou conseguir ser atendido”, disse o indígena.

    Morador da comunidade Lauro Sodré, Aladino Peso Bejarano, de 53 anos, contou que nunca se preocupou com a documentação, no entanto, aproveitou a ação para emitir a segunda via da certidão de nascimento e primeira via da carteira de identidade. “Com esses documentos, quero me aposentar”, afirmou.

    A agente de saúde Maria Lima Campos, da etnia Tikuna, trouxe um grupo de indígenas da comunidade Lauro Sodré para atendimento na vizinha Filadélfia. "Trabalhamos com prevenção e eu converso muito com eles sobre a importância de ter documentos para acesso aos benefícios que eles têm direito”, comentou.

    O “PAC em Movimento” iniciou em fevereiro de 2019, no município de Novo Airão (distante 195 quilômetros de Manaus). O projeto passou por Manaus e por vários municípios, como Autazes, Manacapuru, Presidente Figueiredo, Tabatinga, Benjamin Constant, São Gabriel da Cachoeira, Manacapuru e Itacoatiara em mais de 100 ações itinerantes e atendeu mais de 50 mil pessoas.

    *Com informações da assessoria