Fonte: OpenWeather

    Paisagismo


    Mais de 260 mil árvores e plantas fortalecem paisagismo de Manaus

    A criação de novas áreas protegidas e a requalificação do uso de áreas verdes de conjuntos habitacionais também contribuíram para esse resultado.

    A Semmas contabiliza um total de 35.603 novas árvores plantadas em vários espaços públicos de Manaus
    A Semmas contabiliza um total de 35.603 novas árvores plantadas em vários espaços públicos de Manaus | Foto: Divulgação/Semcom

    Manaus (AM) - Uma marca antes nunca alcançada, em quatro anos a Prefeitura de Manaus realizou o plantio de 261.401 mudas, entre árvores e plantas ornamentais, distribuídas por toda a cidade. Criado pelo prefeito Arthur Virgílio Neto, o programa “Arboriza Manaus” elevou o índice de cobertura vegetal da cidade, que hoje está na faixa de 40,1 metros quadrados por habitante. A criação de novas áreas protegidas e a requalificação do uso de áreas verdes de conjuntos habitacionais também contribuíram para esse resultado. 

    “Manaus é a capital da Amazônia e nos últimos anos estabelecemos metas ousadas para a política ambiental do município. Além de tornar a cidade mais bonita e urbana, a arborização também é fundamental para a qualidade de vida, porque auxilia na diminuição do calor”, destaca o prefeito Arthur Virgílio Neto, que com mais de 40 anos de vida pública tem como uma de suas principais bandeiras a sustentabilidade e a preservação da Floresta Amazônica.

    | Foto:

    Desde 2016, quando foi lançado o Arboriza Manaus, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) contabiliza um total de 35.603 novas árvores, em canteiros centrais, passeios públicos, rotatórias, áreas verdes, praças, parques da Juventude e margens de igarapés e 225.798 espécies ornamentais nos espaços públicos, contribuindo para a ampliação da cobertura vegetal da cidade. 

    O programa se constitui numa política pública de fomento à arborização urbana, subdividida em projetos: de paisagismo, com a implantação de jardins urbanos em logradouros públicos; arborização urbana; e no Pedágio Ambiental, que distribui mudas e incentiva o plantio de árvores frutíferas, mudas ornamentais e medicinais em quintais. 

    A prefeitura distribuiu mudas a população para incentivar o plantio doméstico
    A prefeitura distribuiu mudas a população para incentivar o plantio doméstico | Foto: Divulgação/Semcom

    “É um trabalho que exige muito das nossas equipes de campo, que estão todos os dias nas ruas fazendo a abertura das covas e a manutenção periódica das mudas para que elas possam perpetuar. É um trabalho complexo que exige irrigação, adubação, replantio, retutoramento, capinação, entre outros serviços”, explica o secretário municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Antonio Nelson de Oliveira Júnior. 

    Sistema Municipal de Áreas Protegidas 

    O aumento da cobertura vegetal da cidade é uma das metas estabelecidas no planejamento estratégico “Manaus 2030”, que possibilitou que a cidade se tornasse a primeira capital da região Norte a desenvolver mecanismos para a criação do Sistema Municipal de Áreas Protegidas, passando a contar com corredores viários arborizados. 

    Rotatórias e canteiros centrais receberam árvores e plantas ornamentais
    Rotatórias e canteiros centrais receberam árvores e plantas ornamentais | Foto: Divulgação/Semcom

    Um exemplo é o do canteiro central da alameda Cosme Ferreira, no trecho entre as rotatórias do Coroado e do São José, assim como as avenidas Rodrigo Otávio, no trecho entre o Makro e o Studio 5,  Manaus 2000, Natan Xavier,  Max Teixeira, Curaçao, Alexandre Magno, Brasil (margem do igarapé do Franco, ao lado do Centro de Convivência da Família Madalena Arce Daou), Ephigenio Sales, Corredor do Mindu, complexo viário 28 de Março, estrada da Ponta Negra, Djalma Batista, entre outros. 

    “Desde o início da gestão, o prefeito Arthur Virgílio Neto tomou para si o desafio de tirar Manaus do ranking das cidades menos arborizadas em vias públicas e conseguiu”, aponta o secretário Antonio Nelson. 

    Paisagismo 

    Vale destacar, ainda, o importante incentivo dado às ações de arborização da capital a partir da criação, em 2019, da Comissão Especial de Paisagismo e Urbanismo, presidida pela primeira-dama e presidente do Fundo Manaus Solidária, Elisabeth Valeiko Ribeiro. A comissão reúne representantes de diversas secretarias municipais com a missão de realizar ações de requalificação paisagística e de infraestrutura na cidade. 

    “A gente faz questão de sempre reforçar junto à população que para que a cidade continue bonita e bem cuidada é necessário que todos sintam que ela é sua, como realmente é. Esse sentimento de pertencimento é que permitirá que nossos canteiros continuem bonitos, que não haja vandalismo e que tenhamos uma cidade mais bela visualmente e também com melhor qualidade de vida”, destaca Elisabeth Valeiko. 

    O trabalho da Comissão vem contemplando canteiros centrais, passeios públicos e rotatórias em diferentes zonas da cidade. Ações recentes foram feitas nos canteiros das avenidas Darcy Vargas, próximo à passarela revitalizada do Amazonas Shopping, Ephigenio Salles, Nilton Lins, Loris Cordovil, rotatórias da Ponta Negra e Rodoviária, praça da Saudade e avenida Cecília Meireles. 

    E serão realizadas ações de requalificação de infraestrutura e paisagística na rotatória do Mindu, no Parque 10, nos canteiros centrais das avenidas Torquato Tapajós com Senador Raimundo Parente, avenida Cyrillo Neves, do Turismo com Santos Dumont e Santos Dumont com Torquato Tapajós. Todas irão receber meio-fio, sarjeta, construção de canteiros, iluminação e recomposição da cobertura vegetal.


    Com informações da assessoria