Fonte: OpenWeather

    Pandemia


    Ministro da Saúde visita Manaus e confere situação da Covid-19 no AM

    A comitiva do Ministério da Saúde chegou em Manaus no domingo (3) e visitou os hospitais que atendem pacientes com Covid-19

    No hospital de campanha, Gilberto Novaes conheceu o método "Vanessa", usado na unidade de saúde
    No hospital de campanha, Gilberto Novaes conheceu o método "Vanessa", usado na unidade de saúde | Foto: Alex – Pazuello / Semcom

    Manaus - O Ministro da Saúde, Nelson Teich, chegou em Manaus, no domingo (3), acompanhado do secretário executivo do MS, general Eduardo Pazuello.Logo que desembarcou, se reuniu com o governador do Amazonas, Wilson Lima e com o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto com objetivo de alinhar as ações de combate ao novo coronavírus no Estado, conjuntamente.

    Ainda no domingo, durante coletiva on-line, o ministro reforçou o auxílio do Governo Federal ao Amazonas para o combate à doença que já passa dos 7 mil casos no Estado.

    Hospital Nilton Lins

    Na segunda de manhã (4), Teich visitou hospitais que estão recebendo os pacientes de Covid-19 na capital.

    O primeiro foi o Hospital de campanha instalado na Nilton Lins (Zona Centro-sul), que poderá ser ampliado com apoio do Governo Federal. Ele visitou o local acompanhado do governador Wilson Lima e avaliou que, antes de planejar um outro hospital de campanha,que o MS poderá ampliar a capacidade de atendimento na unidade.

    “Antes da gente pensar em um hospital de campanha, tem que pensar em como otimizar o funcionamento daqui. O Hospital é amplo, com espaço para crescer”, disse o ministro ao sair da unidade. ele explicou que vai ajudar na ampliação.

    “Como a gente tem recursos escassos, tem que entender o que consigo utilizar no espaço curto de tempo. Então eu tenho que ter o respirador, as pessoas, tenho que ter outros detalhes de operação. Não posso mandar mais do que eu consigo botar para rodar rapidamente, senão eu tiro de outras partes do país. O mais importante de tudo é o que eu consigo botar para operar agora”, detalhou.

    O governador agradeceu o Governo Federal pelo reforço de equipamentos e de mais de 200 profissionais do Programa Brasil Conta Comigo, que passaram por capacitação ontem (4) em Manaus.

    Hospital Delphina Aziz

    O ministro da Saúde esteve no O Hospital e Pronto-Socorro Delphina Aziz, referência para casos graves de Covid-19 no Amazonas
    O ministro da Saúde esteve no O Hospital e Pronto-Socorro Delphina Aziz, referência para casos graves de Covid-19 no Amazonas | Foto: Divulgação Secom

    O Hospital e Pronto-Socorro Delphina Aziz (Zona Norte), referência para casos graves de Covid-19 no Amazonas, também foi visitado pelo ministro da Saúde na segunda-feira. Na ocasião, a equipe do Governo Federal conheceu as estruturas da unidade, que está operando em sua capacidade plena de 350 leitos.

    “A sua vinda aqui é fundamental, porque uma coisa é você estar acompanhando os números frios, e outra coisa é vir aqui ver a realidade, então a sua presença junto com toda a sua equipe nos abre uma janela de possibilidades e também de esperanças para superarmos esse momento”, disse Wilson Lima.

    De acordo com Nelson Teich, o MS tem buscado dar agilidade às demandas dos estados mais afetados pela pandemia, como é o caso do Amazonas.

    Hospital Gilberto Novaes

    O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, convidou Teich para conhecer o hospital de campanha municipal Gilberto Novaes, administrado pela Prefeitura em parceria com o grupo Samel e o instituto Transire. No local já aconteceram 113 altas, desde que recebeu o primeiro paciente, em 14 de abril, sendo que 30 dessas liberações ocorreram ontem (4).

    | Foto: Alex Pazuello/Semcom

    “Temos a felicidade de contar com a ajuda da iniciativa privada e montar esse hospital em um prédio que foi construído para abrigar um complexo educacional, na zona Norte, e com isso estamos salvando muitas vidas, sob a direção do empresário Ricardo Nicolau. O método utilizado aqui não é invasivo e com menor possibilidade de complicações provocadas por contaminação”, disse o prefeito Arthur Virgílio Neto, referindo-se ao “método Vanessa”, para tratar pacientes com Covid-19, que consiste em uma cápsula que envolve o paciente da cabeça até a cintura, para ministrar oxigênio sem entubação.

    Após a visita, o ministro se reuniu com o prefeito Arthur Virgílio, para definir estratégias e ações imediatas. Segundo Teich, durante a conversa foram discutidas as possibilidades de reforçar as estruturas de atenção à saúde, para atendimento dos pacientes e também da definição de uma área para o atendimento das populações indígenas. Ele também comentou sobre o método utilizado no hospital de campanha.

    “Já tínhamos conhecimento dessa metodologia e já estamos trabalhando para trazer um grupo para estudar os benefícios e ver os próximos passos. Esse é um trabalho de todo mundo e é fundamental que se trabalhe as diferenças, buscando eficiência e velocidade”, disse o ministro.