Fonte: OpenWeather

    Educação


    5º Festival Olímpico da Educação Infantil será pela TV e internet

    A ação é da Prefeitura de Manaus e neste ano vai homenagear todos os atletas brasileiros e o Japão, sede das Olimpíadas de 2020

    O festival olímpico é voltado a todos os alunos da educação infantil da Semed e conta com o apoio da Caravana da Educação Física.
    O festival olímpico é voltado a todos os alunos da educação infantil da Semed e conta com o apoio da Caravana da Educação Física. | Foto: Divulgação/Semed

    Manaus - Para não deixar passar em branco a 5ª edição do Festival Olímpico da Prefeitura de Manaus, a Secretaria Municipal de Educação (Semed), por meio da Divisão da Educação Infantil (DEI), irá realizar a ação pedagógica de forma simbólica, nesta sexta-feira (8), dentro do projeto “Aula em Casa”. A transmissão acontecerá durante as atividades do “Eba! Vamos brincar!”, das 9h às 9h30  e das 15h às 15h30, no canal 2.5 da TV aberta e também pelo  YouTube. 

    Este ano, o festival olímpico vai homenagear todos os atletas brasileiros e o Japão, sede das Olimpíadas de 2020, que por conta da pandemia do coronavírus foi suspensa. 

    O festival olímpico é voltado a todos os alunos da educação infantil da Semed e conta com o apoio da Caravana da Educação Física. O objetivo da ação é proporcionar às crianças interação, desenvolvimento da linguagem e produção textual, por intermédio de brincadeiras e práticas esportivas. 

    O festival televisionado seguirá os moldes da ação presencial, terá, inclusive, o acendimento da pira olímpica, além de desfile das delegações, ginástica de abertura e três provas que fazem parte da ação e estações de brincadeiras. 

    “Será uma coisa bem simples, mas muito simbólica para deixar marcada a questão do “faz de conta”. É o que a gente consegue fazer mesmo na adversidade, usando a imaginação”, explicou Alexandre Romano, chefe da Divisão da Educação Infantil da Semed. 

    Interatividade

    No festival deste ano, o fator determinante será a interatividade entre os educadores, que estarão no estúdio, e as crianças em suas respectivas casas, sem perder o caráter educativo e pedagógico. Para isso, foram preparados diversos cenários para aguçar a criatividade das crianças e tornar a ação mais atrativa. Tudo para colocar as crianças em um cenário o mais real possível. 

    “Gravamos o quadro como se as crianças estivessem na gravação. A ideia é que eles saibam o que fazer na hora que a atividade for ao ar, na sexta, eles serão bem orientados. Vamos conversar com as crianças e eles vão executar tudo aquilo que pedirmos. Ou seja, a ideia é propor algo bem interativo mesmo”, completou Romano.


    Com informações da assessoria