Fonte: OpenWeather

    Pandemia Covid-19


    Empresa do PIM doa cestas básicas para distribuição em Manaus

    Os mantimentos foram doados pela empresa Transire ao Governo do Amazonas. A Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) fará a distribuição dos alimentos a instituições e famílias carentes

    Funcionários da Sejusc organizam alimentos para montagem das cestas básicas
    Funcionários da Sejusc organizam alimentos para montagem das cestas básicas | Foto: Chamel Flores/Sejusc

    MANAUS (AM) - Dez mil cestas básicas serão distribuídas para famílias em situação de vulnerabilidade social em Manaus devido à pandemia do coronavírus (Covid-19). Os mantimentos foram doados, nesta segunda-feira (11),  pela empresa Transire. A Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) fará a distribuição dos alimentos.

    De acordo com a Sejusc, as cestas básicas serão distribuídas a 10 mil famílias, por meio de 200 instituições sociais cadastradas na Sejusc, que desenvolvem trabalhos direcionados aos grupos em situação de vulnerabilidade social, como mulheres, idosos, crianças e adolescentes, Pessoas com Deficiência (PcDs), população em situação de rua e o público LGBT.

    As instituições serão responsáveis por distribuir os alimentos para as famílias atendidas por suas respectivas ações.

    Secretária Caroline Braz agradece a ajuda das empresas do Polo Industrial de Manaus
    Secretária Caroline Braz agradece a ajuda das empresas do Polo Industrial de Manaus | Foto: Chamel Flores/Sejusc

    A titular da Sejusc, secretária Caroline Braz, destaca que o Estado tem recebido o apoio das empresas do Polo Industrial de Manaus (PIM) e assim tem conseguido ajudar mais famílias com dificuldades financeiras e de alimentos.

    “Nós estamos muito agradecidos por essa doação do grupo Transire. Vamos montar as cestas e distribuir para instituições cadastradas. Esses locais já vinham recebendo os alimentos da ADS e agora serão contemplados também com cestas básicas. A nossa finalidade é garantir para a população mais carente o acesso a essas doações, que vão ajudar na imunidade. Em Manaus muitas pessoas vinham do trabalho informal. É um grupo muito grande sem renda e sem trabalho. Como estamos pedindo para que essas pessoas fiquem em casa, precisamos dar uma contrapartida para que elas possam ter o mínimo, e o mínimo é garantir essa alimentação”, disse Braz. 

    | Foto: Chamel Flores/Sejusc

    Instituições receberão as cestas na sexta-feira

    A secretária acrescenta que a distribuição das cestas deve começar nesta sexta-feira (15) na sede da Sejusc. A programação deve seguir um horário marcado com as instituições para evitar aglomeração na hora da entrega.

    O presidente da Transire, Gilberto Novas, ressalta a importância da doação. "A Transire vem apoiando o Governo do Estado do Amazonas em várias frentes, e temos a obrigação de ajudar o povo manauara neste momento tão difícil, especialmente as pessoas com maior vulnerabilidade. A união da iniciativa privada com o Estado é fundamental para vencermos o coronavírus, e não descansaremos enquanto não exterminarmos esta pandemia que tanto sofrimento tem trazido ao Amazonas", destacou Gilberto.

    Benefício emergencial no Amazonas

    O benefício emergencial do Programa Apoio Cidadão, criado para dar assistência à população mais vulnerável durante a pandemia. De acordo com a assessoria,o  Governo do Estado investiu R$ 30 milhões em recursos próprios na ação, que beneficiará 50 mil famílias, sendo 25 mil na capital e 25 mil no interior.

    O valor de R$ 200 está sendo disponibilizado por meio de cartão magnético para cada família contemplada, pelo período de três meses, e é destinado à compra de itens de primeira necessidade exclusivamente em lojas credenciadas.

    Ainda de acordo com a assessoria, o Governo do Estado também já distribuiu mais de 700 toneladas de alimentos para diversas instituições, por meio da Sejusc, Secretaria de Assistência Social (Seas) e Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS).

    * Com informações da assessoria de imprensa 

    Leia mais: www.emtempo.com.br/coronavirus