Segurança


Coronel Bonates faz reunião com Bolsonaro em Brasília

Reunião teve o objetivo de discutir ainda ações relacionadas à Segurança Pública dos estados

Durante o encontro, o ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, ouviu as propostas apresentadas e demonstrou a intenção de ampliar as parcerias com o Consesp
Durante o encontro, o ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, ouviu as propostas apresentadas e demonstrou a intenção de ampliar as parcerias com o Consesp | Foto: Divulgação

MANAUS -  O Secretário de Segurança Pública do Amazonas, coronel Louismar Bonates, reuniu-se com o presidente Jair Bolsonaro na última semana, em Brasília, para apresentar propostas do Colégio de Secretários de Segurança (Consesp), do qual Bonates é vice-presidente. 

A reunião teve o objetivo de discutir ainda ações relacionadas à Segurança Pública dos estados.

Durante o encontro, o ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, ouviu as propostas apresentadas e demonstrou a intenção de ampliar as parcerias com o Consesp. 

Secretários de segurança de todo País reuniram -se com presidente Jair Bolsonaro
Secretários de segurança de todo País reuniram -se com presidente Jair Bolsonaro | Foto: Divulgação

De acordo com o secretário de segurança, durante a reunião, foram apresentados pleitos como a desburocratização dos bens apreendidos pelas polícias estaduais para que possam ser enviados de forma imediata a leilões e os valores levantados sejam recolhidos aos cofres de Segurança Pública. “É uma forma de incremento aos recursos para os fundos que necessitam de uma agilidade na liberação. Recebemos também a informação de que o ministro da Justiça irá adquirir de imediato coletes à prova de bala para as polícias”, informou. 

Coronel Bonates em Brasília
Coronel Bonates em Brasília | Foto: Divulgação

Impressão sobre novo ministro da Justiça

Segundo Bonates, o encontro com o ministro André Mendonça foi produtivo  “Tivemos uma excelente impressão do novo ministro, que demonstrou a intenção de ampliar as parcerias com os estados, passando a ouvir mais o Colégio de Secretários de Segurança”, finalizou Louismar Bonates. 

*Com informações da Assessoria