Fonte: OpenWeather

    Alimentos


    Laranja produzida em Rio Preto da Eva ganha certificado federal

    Esse certificado é a confirmação de que as laranjas são 100% amazonenses, tendo todas as sementes e os enxertos oriundos do Estado, com uma maior qualidade genética

    A produção de borbulhias de laranjas da Fazenda Progresso recebeu registro no Ministério da Agricultura
    A produção de borbulhias de laranjas da Fazenda Progresso recebeu registro no Ministério da Agricultura | Foto: Michell Mello

    Rio Preto da Eva- A produção de borbulhias de laranjas da Fazenda Progresso recebeu, na terça-feira (14), registro no Ministério da Agricultura. As sementes da fruta já haviam recebido o certificado em maio, depois de seis anos de processo. Com a documentação, o Estado passa a ter a primeira produção de laranjas 100% amazonense, o que garante a qualidade genética. O empreendimento conta com o apoio do Sistema Sepror por meio de suas vinculadas (Idam, Adaf e ADS).

    Antes, as sementes e borbulhias (Uma lâmina da matriz que é enxertada nas mudas), eram compradas de outros Estados. Podendo, as safras da fruta correrem risco com pragas porque não se sabia a qualidade genética da laranja, que só era percebida quando a árvore dava frutos, seis anos depois do plantio. Com a produção de mudas de laranja, os pequenos produtores rurais e agricultores familiares de Rio Preto da Eva e de outros municípios passaram a adquirir as mudas para plantio por um preço justo, segundo a Sepror.

    O proprietário da Fazenda Progresso, Cláudio Decares, explica que a assistência rural promovida pelo Idam e pela Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Amazonas (Adaf), são fundamentais para a autonomia da produção.

    “Hoje, a fazenda tem 40 mil pés de laranja, com capacidade de produzir até 100 mil mudas anuais. Nós produzimos, no último ano, aproximadamente 9 milhões de frutas. Esse ano, com a pandemia, haverá uma redução, mas mesmo assim, nós teremos uma produção satisfatória para a manutenção tranquila da fazenda e, consequentemente, nos preparar para a produção do ano de 2021”, afirma o produtor rural.


    Leia mais:

    Retorno da Feira de produtos regionais é anunciado pela ADS

    Subway começa a vender pizza, mas decepciona clientes

    Produção de abacaxi deve alcançar 65 milhões de frutos em 2020