Vandalismo


Pias de prevenção à Covid-19 voltam a ser alvo de vandalismo em Manaus

Foram instaladas 19 pias para higienização das mãos em pontos estratégicos da cidade

Na praça da Matriz, no Centro de Manaus, só resta a estrutura de apoio, feita em alvenaria
Na praça da Matriz, no Centro de Manaus, só resta a estrutura de apoio, feita em alvenaria | Foto: Lucas Silva

Manaus – Durante o agravamento da pandemia em Manaus, em abril deste ano, 19 pias de prevenção ao novo coronavírus, foram instaladas em pontos estratégicos para facilitar o acesso à higienização das mãos, dos moradores de rua e transeuntes, segundo a assessoria da concessionária Águas de Manaus e Prefeitura de Manaus. Porém, algumas delas tiveram que ser substituídas e outras retiradas, pois, sofreram vandalismo e foram danificadas.

Das 19 estruturas, quatro foram instaladas em locais estratégicos como em bases do Samu, uma na estrutura da escola onde funcionou o Hospital de Campanha Municipal e 14 equipamentos em espaços públicos da cidade, como praças e outros locais de grande circulação.

Depredação

No entanto, a depredação de pias metálicas obrigou a retirada do equipamento, em alguns lugares, incluindo o acionamento por pedal, o dispensador de sabão e o cartaz informativo com o passo a passo da higienização. 

Em maio, uma semana após a instalação dos equipamentos de higienização, as pias das antigas Praças da Saudade e Polícia, foram reinstaladas devido a furto e depredação
Em maio, uma semana após a instalação dos equipamentos de higienização, as pias das antigas Praças da Saudade e Polícia, foram reinstaladas devido a furto e depredação | Foto: Lucas Silva/Em Tempo

Em maio, uma semana após a instalação dos equipamentos de higienização, as pias das antigas Praças da Saudade e Polícia, foram reinstaladas devido a furto e depredação. Nesses dois último locais, as estruturas foram substituídas por uma nova. 

Neste mês, na Praça XV de Novembro (Praça da Matriz), só resta a mureta de apoio, feita em alvenaria e até agora, outra estrutura não foi recolocada no lugar.

A autônoma, Eulina Bittencourt trabalha no local. Segundo ela, alguns moradores de rua não souberam aproveitar o benefício.

“Foi muito bom a prefeitura ter colocado a pia, mas os moradores de rua tomavam banho e retiravam a torneira. Assim não tem como a pia aguentar”, afirma.

Segurança

Já o comerciante Luiz Eduardo Silva, faz uma crítica sobre a falta de segurança. “A Guarda Municipal precisa estar mais presente para zelar o patrimônio público. O que falta, também, são banheiros públicos, pois têm pessoas querendo pagar para usar um banheiro no Centro e não tem. Talvez, se tivessem banheiros, os moradores não teriam feito isso”, opina.

Sobre a falta de vigilância, o autônomo, Thiago Silva diz que tem policiamento, mas não o tempo todo. “Aqui na Matriz tinham duas pias, hoje não tem mais nenhuma. Sempre tem a presença de guardas aqui, mas eles não ficam fixo. A ideia de colocar as pias foi maravilhosa, mas deviam ter mais vigias em tempo constante”, sugere.

Rondas da guarda municipal

Estrutura instalada na praça Heliodoro Balbi no Centro de Manaus
Estrutura instalada na praça Heliodoro Balbi no Centro de Manaus | Foto: Lucas Silva

Segundo a Secretaria Municipal de Comunicação da Prefeitura de Manaus (Semcom), a Guarda Municipal realiza rondas nos locais de instalação das pias, diariamente. Em casos de danos e depredação, a população pode realizar a denúncia pelo Disk 153.

Quantitativo

A concessionária Águas de Manaus não quis informar a quantidade de pias reinstaladas na cidade. No entanto, enviou uma nota ao EM TEMPO, explicando a importância de fazer a denúncia logo após presenciar uma cena de vandalismo. Leia a nota na íntegra: “Mesmo com essas medidas de conservação do patrimônio, a concessionária lembra que o vandalismo é uma questão de Segurança Pública, que vai além das competências da empresa. Diante da redução dos casos de Covid-19 na cidade, a concessionária vem fazendo um levantamento de todos os equipamentos que foram danificados nas ruas da cidade e estuda a continuidade do projeto com a Prefeitura.

A Águas de Manaus reforça que qualquer ocorrência que necessite intervenção da empresa ou denúncia de vandalismo das pias, deve ser registrada em nossos canais oficiais de relacionamento com o cliente: SAC 0800-092-0195, Whatsapp 98264-0464, site www.aguasdemanaus.com.br e aplicativo Águas APP. A população também pode fazer denúncias sobre depredação e vandalismo às autoridades policiais”.

Penalidade

Segundo o Código Penal, artigo 163, parágrafo III, quem destruir "o patrimônio da União, Estado, Município, empresa concessionária de serviços públicos ou sociedade de economia mista" pode sofrer "detenção de seis meses a três anos, e ainda multa, além da pena correspondente à violência"

Leia mais:

Amazonas inicia setembro com 102.686 pessoas recuperadas da Covid-19

Governo inaugura nova feira de produtos regionais na Zona Oeste

Preso responsável por abastecer bocas de fumo no Amazonas