Fonte: OpenWeather

    Serviço


    Saiba como solicitar próteses e calçados ortopédicos pela SES-AM

    O serviço do centro de reabilitação Colônia Antônio Aleixo, com a oficina ortopédica é o único ofertado pelo Estado, sendo referência na região Norte

    Conforme a ordem da lista, o paciente é chamado para realizar uma avaliação prévia para definir se há ou não condições de uso para receber a prótese, a órtese ou o calçado
    Conforme a ordem da lista, o paciente é chamado para realizar uma avaliação prévia para definir se há ou não condições de uso para receber a prótese, a órtese ou o calçado | Foto: Geizyara Brandão

    Manaus - A Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) iniciou a entrega de 100 pares de sapatos ortopédicos, além de oito próteses e quatro pares de órteses para pacientes atendidos pela rede estadual, nesta terça-feira (29), durante a comemoração dos 12 anos do Centro de Reabilitação Colônia Antônio Aleixo (CRCAA). 

    O coordenador da OOF do CRCAA, Ronaldo Braz Augusto, esclarece que o paciente necessita ter um pedido de um médico ou fisioterapeuta para a utilização da prótese, órtese e calçado e pode dar entrada no cadastro geral do Estado, no próprio Centro ou na Policlínica Codajás.  

    Conforme a ordem da lista, o paciente é chamado para realizar uma avaliação prévia para definir se há ou não condições de uso para receber a prótese, a órtese ou o calçado.. 

    “O trabalho é personalizado, individual, cada um recebe de acordo com as suas medidas. Então, o paciente inicialmente vem, a gente tira a medida em gesso desse coto e faz o molde. A gente faz as modificações e fabricamos o molde. No caso da prótese, a gente fabrica o molde positivo, faz as modificações no gesso, depois a gente fabrica a prótese. O encaixe é feito de fibra de vidro, fibra de carbono e malhas”, informou 

    Referência 

    O CRCAA é referência no Estado, no processo de reabilitação neurológica e conta com uma Oficina Ortopédica Fixa (OOF) para a fabricação das próteses, órteses e calçados ortopédicos para pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).  

    O diretor da unidade, José César Carvalho, destacou a importância histórica da ação para o trabalho da unidade e falou sobre o serviço que é oferecido.  

    “É um marco inicial para que o tratamento integralizado seja concretizado às pessoas com deficiência, uma vez que o paciente inicialmente passa pelo tratamento de feridas crônicas, reabilitação funcional aqui dentro do Centro e de acordo com as suas necessidades, é encaminhado para confecção de calçados, órtese, prótese e todo tipo de adaptação que for necessária”, explicou. 

    Mudança de vida

    Com amputação bilateral dos membros inferiores após sofrer um acidente na empresa em que trabalhava, Mário Jorge dos Anjos é um dos beneficiários do CRCAA e recebeu as próteses. O paciente contou o quanto a ação é importante para a sua qualidade de vida.  

    “Isso aqui é uma felicidade muito grande porque eu vou dar continuidade as minhas tarefas diárias que todos nós, homem e mulher, temos que estar de pé pra realizar com sucesso”, contou. 

    O paciente também enfatizou que, mesmo as pessoas que possuem sequelas, não podem desistir de realizar os seus sonhos. “Não desistam de seus objetivos, não deixe a depressão tomar conta de vocês. Eu também me senti abatido e fraco, mas a minha vontade de não desistir veio primeiramente de Deus, minha família e amigos. Também desejo a todos vocês uma boa recuperação e que vocês consigam os seus objetivos”. 

    Referência

    A secretária executiva adjunta de Assistência Especializada da Capital da SES-AM, Márcia Murad, destaca que o serviço do centro de reabilitação com a oficina ortopédica é o único ofertado pelo Estado, sendo referência na região Norte, com a reabilitação de crianças que têm sequelas neurológicas, principalmente, em relação ao Zika Vírus. 

    “Com esse trabalho que o centro de reabilitação faz, integrando a fisioterapia com a oferta da órtese e da prótese, eles conseguem ter uma melhoria na qualidade de vida que a gente pode dizer que não se contabiliza o quanto que isso melhora a vida das pessoas”, ressaltou.  

    A secretária também explica que a oferta do serviço foi ampliado na gestão do governador Wilson Lima. “Eles saem daqui muito felizes, porque a esperança é renovada, em andar, em promover seu auto cuidado sozinho, em poder trabalhar, realizar as suas atividades. Isso, de fato, não tem preço”, expôs.

    Com informações da assessoria

    Leia mais

    Treinamento de olfato pode combater um dos sintomas da Covid-19

    Idosos de Manaus podem ter consulta médica via telefone da FUnATI