Educação


Governo do AM anuncia contratação de aprovados em concurso Seduc 2018

O governador do AM, Wilson Lima, anunciou a convocação de mais 1.273 profissionais aprovados no concurso público da Seduc/2018. O Governador também anunciou retorno gradual das aulas presenciais no interior do estado. Saiba mais:

 

De acordo com Wilson Lima, as novas nomeações do concurso vão ajudar na reposição de vagas antes ocupadas por temporários na estrutura da Seduc.
De acordo com Wilson Lima, as novas nomeações do concurso vão ajudar na reposição de vagas antes ocupadas por temporários na estrutura da Seduc. | Foto: Divulgação

Manaus - O governador Wilson Lima anunciou, nesta terça-feira (17) a convocação de mais 1.273 profissionais aprovados no concurso público da Secretaria de Estado de Educação e Desporto, realizado em 2018.

Desse total, o governador já assinou, na solenidade realizada hoje na sede do Governo do Estado, na Compensa, a nomeação de 96 professores para atuar no Ensino Presencial com Mediação Tecnológica, na capital e no interior.

Nos próximos dias, será assinada a convocação de outros 827 aprovados para a área administrativa (níveis Fundamental, Médio e Superior), na maioria merendeiras e merendeiros, e mais 350 professores. Os novos servidores irão se somar aos 4.026 professores e pedagogos que já haviam sido convocados no final de 2019.

De acordo com Wilson Lima, as novas nomeações do concurso vão ajudar na reposição de vagas antes ocupadas por temporários na estrutura da Seduc.

“Essas convocações estão servindo para suprir essas necessidades, ou seja, estamos fazendo uma substituição e cumprindo decisão judicial, e isso não tem nenhuma implicação ou infringência à Lei de Responsabilidade Fiscal. Estamos fazendo tudo de forma muito responsável”, destacou o governador.

Aulas presenciais

Na ocasião, o governador também anunciou que, a partir da próxima segunda-feira (23/11), o Governo do Amazonas retomará gradualmente as aulas presenciais no interior, começando pelos municípios da Região Metropolitana de Manaus (RMM).

“São 12 municípios, incluindo uma clientela de aproximadamente 50 mil alunos. A gente vai fazer esse retorno de maneira híbrida, assim como está acontecendo aqui na capital, e aí nós vamos avaliar a situação de cada calha de rio, levando em consideração os números da Covid-19, para que a gente possa, efetivamente, garantir esse retorno presencial”, frisou Wilson Lima.


Segundo a secretária executiva adjunta do Interior da Seduc, Ana Maria Araújo, o calendário letivo que será seguido por essas escolas será o mesmo da capital, pois as aulas continuaram de forma remota, em todo o estado, pelo programa “Aula em Casa”.

“As aulas não pararam, continuaram de forma híbrida, e eles vão seguir o calendário normal. No dia 14 de dezembro vai ter o recesso escolar e já vamos nos preparar para o ano que vem, para o retorno em fevereiro”, explicou Ana Maria.

Os municípios que terão as aulas presenciais retomadas no dia 23 de novembro são: Itacoatiara, Iranduba, Manacapuru, Novo Airão, Rio Preto da Eva, Careiro, Careiro da Várzea, Autazes, Presidente Figueiredo, Silves, Itapiranga, Manaquiri.

Distribuição

Dos 96 professores convocados nesta sexta-feira, seis atuarão em Manaus e o restante, no interior do Amazonas. Os municípios em que eles atuarão são: Anamã, Atalaia do Norte, Autazes, Benjamin Constant, Beruri, Boca do Acre, Borba, Caapiranga, Canutama, Careiro da Várzea, Coari, Fonte Boa, Guajará, Humaitá, Ipixuna, Iranduba, Itacoatiara, Jutaí, Manacapuru, Manaquiri, Rio Preto da Eva, Santo Antônio do Içá, São Gabriel da Cachoeira, Silves, Uarini.

A partir da nomeação publicada no Diário Oficial do Estado (DOE), os candidatos deverão comparecer à sede da Seduc, na capital, localizada na avenida Waldomiro Lustoza, 250, Japiim, munidos da documentação exigida. Mais informações sobre o atendimento estarão disponíveis no site www.educacao.am.gov.br.

O Ensino Presencial com Mediação Tecnológica é a modalidade utilizada pela Secretaria de Educação para encurtar distâncias e levar educação às comunidades e aos municípios mais afastados do interior do Amazonas.

As aulas são ministradas no Centro de Mídias de Educação do Amazonas (Cemeam), em formato de teleconferência. A tecnologia permite que professores e alunos interajam como se estivessem no mesmo espaço físico.

Leia mais:

www.emtempo.com.br/ultimas