Fonte: OpenWeather

    Saúde


    SES-AM assina acordo de cooperação com a Universidade Municipal de SP

    Com a parceria, o Amazonas se torna o primeiro campo de estágio da USCS fora da região sudeste

    Com a parceria, o Amazonas se torna o primeiro campo de estágio da USCS fora da região sudeste
    Com a parceria, o Amazonas se torna o primeiro campo de estágio da USCS fora da região sudeste | Foto: Divulgação/PauloB

    Manaus - A Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) firmou, nesta quinta-feira (3), um acordo de cooperação técnica com a Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS). Com a parceria, o Amazonas se torna o primeiro campo de estágio da USCS fora da região sudeste.

    Pelo acordo, a SES-AM oferece suas unidades de saúde como campo de estágio para alunos de medicina da universidade. Como contrapartida, a USCS oferecerá formação em saúde para servidores da SES-AM. A ideia é que os primeiros alunos comecem atuando no município de Parintins.

    O secretário de Estado de Saúde, Marcellus Campêlo, destacou que o investimento na formação permanente de servidores é uma das ações do Programa Saúde Amazonas, e que o acordo com a universidade atende a esse objetivo.

    “Esse acordo amplia nosso intercâmbio com grandes instituições do Brasil. Eles vão enviar alunos para o Amazonas, para vivenciar o SUS nos nossos hospitais. E, em contrapartida, nossos servidores vão ser qualificados pelos profissionais da universidade”, afirmou Marcellus Campêlo. 

    Experiência na Região Norte

    O reitor da Universidade Municipal de São Caetano do Sul, Leandro Prearo, disse que a experiência de fazer Saúde Pública na região Norte vai ser um diferencial para a formação dos alunos da instituição. 

    “É mais um campo de estágio para os nossos alunos, em uma cultura diferente, uma formação mais abrangente, e que vai trazer uma visão de uma formação melhor”, afirmou o reitor. 

    Segundo Leandro Prearo, a USCS, que tem 52 anos, cresceu muito nos últimos anos na área de saúde, com aproximadamente 1,5 mil alunos no curso de medicina. 

    *Com informações da assessoria