Fonte: OpenWeather

    Medida


    PGR quer isolamento mais severo no Amazonas

    O objetivo é que as autoridades evitem o agravamento da crise na saúde - que já levou à morte quase 7 mil pessoas no Estado

    A Covid-19 se agravou nas últimas semanas | Foto: Divulgação

    A Procuradoria Geral da República (PGR), em reunião com o governador do Amazonas, Wilson Lima, na sexta-feira (22), pediu que a gestão estadual endureça as medidas de restrições sanitárias que estão em vigor. O objetivo é que as autoridades evitem o agravamento da crise na saúde - que já levou à morte quase 7 mil pessoas no Estado. 

    A subprocuradora-geral da República Lindôra Araújo, coordenadora interina do Gabinete Integrado de Acompanhamento da Epidemia Covid-19 (Giac), questionou o planejamento para resolver o problema da falta de oxigênio. O Governo do Amazonas informou que enviou 1.351 cilindros de oxigênio, entre os dias 19 e 21 de janeiro, para abastecimento das unidades de saúde dos municípios do interior do Estado com pacientes internados devido à Covid-19.

    O desafio logístico para transpor as vias de acessos aos municípios, em sua maioria aéreas e fluviais, está sendo enfrentado com a cooperação das prefeituras, Casa Militar e Forças Armadas.

    Sobre o pedido de endurecimento das medidas de restrições, o governador, junto ao gabinete de crise, deve fazer um balanço dos números da Covid-19 no Estado. A PGR determinou que o governo se pronuncie sobre a recomendação até às 18h deste sábado (23).