Fonte: OpenWeather

    Amazonas


    Parque do Mindu revitalizardo será entregue no Parque 10 em Manaus

    No local, 60 homens do sistema penitenciário atuam em diversas frentes por meio do programa ‘‘Trabalhando a Liberdade”.

     

    No local, 60 homens do sistema penitenciário atuam em diversas frentes por meio do programa ‘‘Trabalhando a Liberdade”.
    No local, 60 homens do sistema penitenciário atuam em diversas frentes por meio do programa ‘‘Trabalhando a Liberdade”. | Foto: Márcio Melo / Seminf

    Manaus (AM) - A revitalização total do Passeio do Mindu, no Parque 10, zona Centro-Sul da capital, realizada em uma parceria inédita entre a Prefeitura de Manaus e Governo do Amazonas, segue em ritmo acelerado. A previsão é de que seja finalizada ainda no mês de maio.

    No local, 60 homens do sistema penitenciário atuam em diversas frentes por meio do programa ‘‘Trabalhando a Liberdade”.

    O vice-prefeito e titular da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), Marcos Rotta, fez questão de falar dos ganhos para a gestão do prefeito David Almeida com a parceria realizada entre a Seminf e a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap).‘‘Este é um grande projeto, não só pelo alcance, mas, acima de tudo, pela qualificação desses homens. São pessoas aptas a exercer as mais diversas funções, e isso nos ajuda especialmente neste momento em que grande parte dos servidores da Seminf está em casa por conta da pandemia, pois tem mais de 60 anos’’, explicou Rotta.

    Leia também: Parque do Mindu em Manaus terá viveiro de plantas medicinais

    Economia

    Ele destacou, ainda, a economia que a parceria vai gerar para os cofres públicos municipais, uma vez que o déficit orçamentário deste ano nos cofres da prefeitura é de, aproximadamente, R$ 1,4 bilhão. ‘‘Não tenho dúvidas quanto à economia. Vou dar exemplo: em uma praça que foi revitalizada, o governo gastaria em torno de R$ 200 mil, com a adoção da mão de obra dos internos, o valor ficou em R$ 48 mil, uma economia grande aos cofres públicos", afirmou o vice.

    O que os internos fazem?

    No espaço público, muito utilizado para a prática esportiva e lazer, os internos dos regimes fechado e provisório fazem serviços de roçagem, concretagem e revitalização de calçadas e meio-fio, pinturas de quiosques, bancos e gradis, revitalização da pista de caminhada, dos parquinhos e das quadras esportivas, além de troca dos pontos de iluminação e manutenção das pontes.


    Serviço monitorado

    Todo o serviço é monitorado pela guarda armada terceirizada do sistema prisional do Estado, além da Seap e agentes da Guarda Municipal. “O trabalho, além de levar dignidade aos internos, também ajuda a reduzir as penas, gerando também economia aos cofres públicos, ao mesmo tempo que faz com que tenhamos uma cidade mais bonita, levando lazer e bem-estar à população”, ressaltou Rotta.

    *Em Tempo com informações da assessoria

    Leia mais:

    Detentos trabalham na revitalização do Passeio do Mindu, em Manaus