Fonte: OpenWeather

    Ordem dos Advogados


    Em Manaus, concurso da OAB reúne faculdades do AM, RR e Chile

    A competição simula a sessão oral que acontece na Corte Interamericana de Direitos Humanos e segue até o próximo dia 20.

     

    Durante a competição, as instituições dividem-se em defender o suposto Estado violador dos direitos humanos e a defesa da suposta vítima.
    Durante a competição, as instituições dividem-se em defender o suposto Estado violador dos direitos humanos e a defesa da suposta vítima. | Foto: Divulgação

    MANAUS (AM) - O 8° Concurso Estadual do Sistema Interamericano de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Amazonas, (OAB-AM), que teve início nesta segunda-feira (13/9), em Manaus, conta com a participação de estudantes de instituições de ensino superior do Amazonas, Roraima e de duas universidades do Chile, a Universidad de Valparaíso e a Pontificia Universidad Católica de Valparaíso. A competição simula a sessão oral que acontece na Corte Interamericana de Direitos Humanos e segue até o próximo dia 20. 

    Durante a competição, as instituições dividem-se em defender o suposto Estado violador dos direitos humanos e a defesa da suposta vítima. O evento ocorre, a partir das 14h, no auditório da OAB-AM, localizada da Av. Jornalista Umberto Calderaro Filho, n° 2000. O evento é promovido pela Comissão de Aperfeiçoamento Jurídico e transmitido no seu canal no YouTube.

    Além de promover a integração entre acadêmicos de direito a prática jurídica, o evento também procura aproximar a OAB das instituições de ensino superior, visando a qualidade da formação profissional, garantindo excelência na atuação dos futuros operadores do direito. 

    Neste ano, a competição homenageia, in memoriam, os advogados Bráulio Ghidalevich e Luis Augusto Pestana, além de homenagear, em vida, a advogada brasileira Fabíola Girão Monteconrado, radicada no Chile, com forte atuação na defesa dos Direitos Humanos.

    Pelo Amazonas participam as seguintes instituições de ensino superior: La Salle, Ulbra, Fametro, Unip, Ufam, Estácio - AM, Santa Teresa, além da Estácio do Estado de Roraima.

    Leia mais:

    OAB-AM vai agir em prol dos advogados consumeristas do Amazonas

    OAB diz que MP sobre Marco Civil da internet é inconstitucional